Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Yngwie Malmsteen – Facing The Animal [1997]


A década de 1990 rendeu bons lançamentos para a discografia de Yngwie Malmsteen. Antes do disco dessa postagem, o guitarrista se uniu com os vocalistas Göran Edman e Michael Vescera e petardos como “Fire And Ice” e “Magnum Opus”, entre outros, resgataram a veia neoclássica que se perdeu parcialmente no comercial “Odyssey”, de 1989.

O último álbum de qualidade com o nome de Yngwie é “Facing The Animal”, de 1997. Sem Edman ou Vescera, o competente Mats Levén assumiu o microfone. A entrada do lendário e saudoso baterista Cozy Powell foi outro acréscimo, enquanto que o baixo e os teclados continuaram com Barry Dunaway e Mats Olausson, respectivamente.

Capa da edição norte-americana do álbum

A criatividade diferencia “Facing The Animal” de seus sucessores. Malmsteen ainda não havia se tornado uma caricatura de si próprio – seus arranjos estão originais e não destoam do estilo musical que ele mesmo ajudou a desenvolver e popularizar. Além disso, Levén foi uma grande aposta, pois seu timbre de voz, apesar de um pouco mais agudo, se assemelha muito com o de Jeff Scott Soto, responsável pelos vocais dos primeiros discos do sueco voador. A banda de apoio dispensa comentários – ainda não ouvi um disco ruim que tenha o nome de Powell nos créditos.



A proposta do play se torna muito agradável quando se nota que há uma veia Hard Rock pulsante em suas composições. Não há aquela intenção infeliz de soar “Tr00 Metal”, com o uso da mesma tonalidade e da mesma estrutura musical em mais da metade do disco apenas para soar pesado.

Vale lembrar que a turnê de divulgação de “Facing The Animal” foi bem sucedida e rendeu não apenas apresentações em terras brasileiras, como também um registro ao vivo gravado em uma dessas performances, no Rio de Janeiro. Destaques particulares do disco vão para as poderosas My Resurrection e faixa-título, a vibrante Another Time, a pesada Poison In Your Veins e as baladas Alone In Paradise e Like An Angel – esta, em homenagem a sua esposa, April.



01. Braveheart
02. Facing The Animal
03. Enemy
04. Sacrifice
05. Like An Angel
06. My Resurrection
07. Another Time
08. Heathens From The North
09. Alone In Paradise
10. End Of My Rope
11. Only The Strong
12. Poison In Your Veins
13. Air On A Theme

Yngwie Malmsteen – guitarra, violão, baixo (faixas 1, 4, 6 e 12), backing vocals
Mats Leven – vocal
Barry Dunaway – baixo
Cozy Powell – bateria
Mats Olausson – teclados

(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver ~ I'm fucking back!

9 comentários:

Anônimo disse...

Yngwie Malmsteen – Facing The Animal [1997]
(54,4mb ~ 128kbps)

http://www.multiupload.com/E5SJLXNVSY

Rex Niskke disse...

o ultimo grande disco do sueco,depois desse só veiu tranquerada '-' e grande comeback silver \o/

Eduardo Paiva disse...

Baixando!
Valeu, Silver!

Ron Mick disse...

Bem, o último grande álbum do gordo fritador. Também vale ressaltar a produção, impecável, e a banda, que contou com o extraordinário Powell, que, diz a lenda, foi o ÚNICO músico que o balofo sueco fez questão de ter pra gravar algum disco! A Braveheart tem dois bumbos pois o Cozy achou que ficaria melhor, e o Malmsteen aceitou. Logo após a gravação deste, o baterista sofreu um acidente de hipismo, o qual o impossibilitou de seguir com a turnê. Mais uns meses se passaram, e, no dia que foi realizada uma reunião para que a volta da formação clássica do Rainbow se juntasse novamente (Dio, Blackmore, Bain, Carey e Powell) ele sofreu um acidente, morrendo na hora...
Sempre rodo esse petardo no último volume para saudar aquele que o próprio John Bonham considerava o maior de todos: Cozy Powell!
E excelente retorno, Silver!

GERALDO V. disse...

Sou fã d Malmsteen e Cozy Powell. E pensar q tava td engatilhado pruma tour dos caras aqui na terrinha e o Cozy morre...sacanagens do destino.

Silver disse...

Cozy morreu bem depois da turnê, o que impossibilitou sua vinda ao Brasil foi um acidente de hipismo.

Anônimo disse...

Mas bah velho, valeu por essa ai, Malmsteen é o cara, obrigatório para qualquer aspirante a guitarrista.

Anônimo disse...

eu tinha esse cd e confesso q não
dei muita atenção, agora deu vontade de escutar com mais calma

DEEMON disse...

Esse é o último grande disco do Malmsteen. Infelismente depois desse cd, ele preferiu partir para umas produções mais toscas e sem tanto brilho. Todos os discos pós Face The Animal, dariam uma razoavel coletânea.