Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Humble Pie – Smokin’ (1972)



O que dizer da banda que revelou Steve Marriot e Peter Frampton para o mundo?

Steve Marriot foi o cara que quase ocupou o posto de vocalista do Led Zeppelin, em uma formação que traria Keith Moon na bateria.

Peter Frampton foi o cara que gravou o disco ao vivo mais vendido da história do rock: Frampton Comes Alive.

Bem, me resta dizer que o melhor disco do Humble Pie NÃO traz Peter Frampton e, antes que algum sabichão diga que este não é o melhor disco da banda, eu lhe darei um conselho: limpe suas orelhas e ouça novamente.

Eu sei, eu sei. Pareço petulante com tal afirmativa, mas ouça As Safe As Yesterday, já postado aqui pelo grande Pedro Frasson, e ouça Smokin’, a postagem de hoje. As diferenças são gritantes.

A banda deixou de lado as tentativas de soar como uma banda de blues de Chicago sediada do outro lado do Oceano Atlântico e passou a cuspir fogo, botando pra fora toda a sua fúria hardeira. Muito se deveu à substituição de Peter Frampton pelo grande Clem Clempson, que posteriormente ficou famoso por ter perdido para Tommy Bolin a vaga de substituto de Ritchie Blackmore no Deep Purple.

Não que Frampton seja ruim, ou que os discos com ele não tenham poder de fogo. Muito pelo contrário, afinal, o ao vivo no Filmore é não menos que sensacional. Mas com Smokin’ o foco era outro. Parece que Marriot resolveu aproveitar a saída do guitarrista original para trazer à tona os riffs que guardava na sacola. Os vocais também não eram mais divididos entre três, e ele passou a ser o líder criativo do Humble Pie.

Hot’n’Nasty abre com aquele cowbell podre de sem vergonha e um wah wah mágico. Mistura certeira para abrir os trabalhos, completada por um piano boogie e os vocais gritados de Marriot. O grande Stephen Stills faz a sua aparição especial com um Hammond certeiro e seus backing vocais já conhecidos dos apreciadores do folk. O que estava por vir no restante do play parecia ser bom, afinal, a abertura era de arrancar o escalpo.



The Fixer vem com um riff a la Free, preguiçoso e arrastado, que confirmava a sensação da faixa de abertura. Volto a afirmar: os melhores riffs do Humble Pie estão aqui, e Marriot grita como se quisesse mostrar que o posto original do microfone do Led Zeppelin era originalmente dele. Polemizando, devemos nos lembrar sempre que Plant veio depois de Marriot, que, na época da formação da banda, era egresso do Small Faces e deixou a ideia de Page de lado para formar o Humble Pie. Ah, terra de gigantes.

You’re So Good For Me é a levada de violão perfeita para ouvir dentro de casa num dia de sol, enquanto os raios do astro rei batem na cortina para fazer aquele caleidoscópio chapante. O Hammond entra na hora certa para dar um clima gospel que, sabemos, é forçado mas se encaixa com perfeição ao contexto.

C’mon Everybody, da lenda Eddie Cochran, tem riff roqueiro distorcido e uma vocalização que a torna quase irreconhecível à primeira audição. Mas é ela, e tocada de forma fantástica. Ouça o atraso de Marriot ao acompanhar os backings no primeiro refrão. Erro que faz parte da música; sem edições de Pro Tools; e é lindo, orgânico e musical.

A grande 30 Days In The Hole é aquela mesma, que o Mr. Big canta até hoje em seus shows. Preciso comentar? Outra cover é Road Runner, de Junior Walker, em versão guitarrística de alto ganho.



Se você não conhece Humble Pie, ou acha que essa é a primeira banda de Peter Frampton, saiba que tudo ficou melhor sem o loirinho pimposo.

Dê um jeito de arrumar um Dodge Charger e bote isso aqui pra rolar. Pegue emprestado, compre, roube, sei lá, dê jeito! Imagine que você é protagonista do enlatado Supernatural e saia catando monstros por aí.

Ah! Nunca use fones de ouvido. Isso aqui é coisa para alto falantes, beibe.

Track List

1. "Hot 'n' Nasty" (Humble Pie/Marriott)
2. "The Fixer" (Clem Clempson/Steve Marriott/Jerry Shirley/Greg Ridley)
3. "You're So Good for Me" (Marriott/Ridley)
4. "C'mon Everybody" (Capehart/Cochran)
5. "Old Time Feelin'" (Traditional)
6. "30 Days in the Hole" (Marriott)
7. "(I'm A) Road Runner" (Holland-Dozier-Holland)
B) "Road Runner's 'G' Jam" (Clem Clempson/Steve Marriott/Jerry Shirley/Greg Ridley)
8. "I Wonder" (Cecil Gant/Raymond Leveen)
9. "Sweet Peace and Time" (Marriott/Ridley/Shirley)



Steve Marriott (vocais, guitarras, teclados)
Clem Clempson (guitarras, teclados, vocais)
Greg Ridley (baixo, vocais)
Jerry Shirley (bateria, teclados)
Alexis Korner (vocais, mandolin em "Old Time Feeling")
Stephen Stills (órgao, backing vocais em "Hot 'n' Nasty")
Doris Troy (backing vocais em "You're So Good for Me")
Madeline Bell (backing vocais em "You're So Good for Me")

Link nos comentários
Link on the comments

Por ZOrreiro

12 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?ii7mqw7t5tc0dzh

jantchc disse...

acho q nunca ouvi uma musica do humble pie, mas sua resenha foi tão apaixonada q deu vontade de ouvir..

marcelo rockaholic pi disse...

Vou baixar pra conhecer...uma sugestão: seria possível postar também as contra capas?

Ron Mick disse...

Grande Humble Pie....
Steve Marriot é, definitavente , uma das grandes vozes do mundo, e, foi uma das influências de David Coverdale, só pra citar um pouco da importÂncia do cara! E o que era o Whitesnake no começo senão o Humble Pie com outros músicos?
Steve deve estar no céu agora ouvindo Smokin' e dando umas goladas pra relaxar.....
Grande Zorreiro, vlw pela postagem e continue assim trazendo essas maravilhas!

wagnersan disse...

Tinha esse em vinil, muito bom, baixem sem medo.
Obrigado por postá-lo.

Eduardo Paiva disse...

Baixando para conhecer!
A resenha do Zorreiro me convenceu!

AlBassPlayer disse...

Clássico é sempre bem vindo. Bom para aqueles que acham que Guns e cia surgiram do nada...

Gabriel disse...

Mais um atestado de que os anos 70 foram uma das melhores épocas para o Rock.

Nunca ouvi falar nesse Humble Pie. Me surpreendi!

Xande disse...

Valeu, grande banda!
Para quem curte Kiss, Gene Simmons considera o Humble Pie a principal influência da banda.

Luan Ferraz disse...

Na boa, impossível ouvir "30 Days In The Hole" sem estampar um sorriso idiota no rosto.

Bruno disse...

Excelente postagem! Com Frampton ou sem ele o Humble Pie é muito bom!!! Aliás não foi o Small Faces que revelou o Steve Marriot???

Luiz Gustavo Lovato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.