Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 5 de março de 2011

Jimi Hendrix – Axis: Bold As Love [1967]


Quem nunca entrou naquele tipinho inócuo de discussão para tentar esclarecer para o outro qual o melhor disco de toda a obra de um gênio?

Nunca se chega a um consenso, por mais que se queira. Com Hendrix a situação fica ainda mais complexa.

James Marshall Hendrix explodiu como um foguete na cena inglesa e, em seguida, na americana. Os músicos ingleses da época – ninguém menos que Page, Beck, Townshend, Clapton... – bem como o americanos (imagine toda a turma de Woodstock, Monterey e demais festivais) não entendiam como o cara fazia aquilo em estúdio. E ao vivo a coisa não era diferente.

Depois de um disco de estréia com a Experience chamado Are You Experienced?, Jimi Hendrix tinha prestígio e dinheiro suficientes para poder experimentar em estúdio. E seu segundo disco, Axis: Bold As Love, demonstra que ele tinha muita coisa guardada na cachola.

Eu acho o melhor dele, sem dúvida.






Lançado no mesmo ano do debut, em dezembro de 67 (o primeiro saiu em maio), Axis traz as compisções mais maduras de toda a carreira de Hendrix. Digo isso porque o Electric Ladyland é um álbum basicamente de jam sessions, enquanto os trabalhos com a Band of Gypsies são bastante improvisados (não que isso signifique pouca qualidade das composições). Mas Axis traz um cuidado maior na produção de Eddie Krammer e um Hendrix experimentando muito com as novidades de estúdio da época, como pedais fuzz e wah wah, e efeitos de eco.

Esse é o disco que tem mais músicas de sucesso. Começa com Spanish Castle Magic, que ficou famosa por ser a música que Malmsteen canta e toca e seus shows. Little Wing já foi coverizada por Derek and the Dominoes, Sting, Skid Row e Stevie Ray Vaughan, para mostrar o grau de influência que esse disco teve na geração roqueira dos 70 e 80.






If 6 was 9 definiu o estilo Hendrix de dobrar as vozes com as notas da guitarra, que Pepeu Gomes tentou imitar a vida interia. Castles Made Of Sand traz a história de um índio que, antes de completar 10 anos, viu a mãe bater a porta na cara do pai bêbado. Quem escrevia sobre isso na época? A antítese do Flower Power lançada no auge da era hippie.

Axis Bold as Love também foi coverizada pelos Pretenders, e traz uma das melodias mais belas da história da música.

Resolvi postar Hendrix porque, no carnaval, se todos os hippies cortarem seus cabelos, eu não dou a mínima... I don’t care.

Track List

1. EXP
2. Up from the Skies
3. Spanish Castle Magic
4. Wait Until Tomorrow
5. Ain't No Telling
6. Little Wing
7. If 6 Was 9
8. You Got Me Floatin'
9. Castles Made of Sand
10. She's So Fine
11. One Rainy Wish
12. Little Miss Lover
13. Bold as Love


Jimi Hendrix (vocais, guitarras, flauta, baixo, piano)
Mitch Mitchell (bateria e xilofone)
Noel Redding (baixo)



Link nos comentários
Link on the comments

Por Zorreiro

6 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?scw37k87q871u44

Willian disse...

"Little Wing" é uma das músicas mais bonitas que já ouvi... Impressionante!

Grande post!

Renan Elias disse...

Fodasssssssssssssstica Little Wing
grande post

JORJAOFONSECA disse...

Grande post, excelente disco

dnlz disse...

eu fui de uma geração em que viveu o auge das guitarras blu blu blu fritações e quando eu era adolecente, relutei para ouvir Hendrix ,pois o que eu achava legal eram os guitarristas que tocavam Paganini , e só posso dizer que quando ouvi esse album fiquei completamente apaixonado ,simplesmente viciante, existe alguma coisa mágica que se soma ao conjunto , a sequência das musicas , o som como um todo . Esse é obra de arte!

Anônimo disse...

link inválido!