Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Badlands - Badlands [1989]


Um supergrupo que tinha tudo para explodir. Era esta a definição dada ao Badlands em seu surgimento no ano de 1988, e podemos dizer que não era à toa devido ao line-up quase que perfeito da banda. Como fundador do grupo, temos o virtuoso Jake E. Lee, que havia sido guitarrista da banda do madman Ozzy Osbourne. Para os vocais foi convidado Ray Gillen, que já havia sido vocalista do Black Sabbath no início das gravações do disco Eternal Idol e participou do sensacional projeto Phenomena. Para completar o time temos Eric Singer nas baquetas, que dispensa qualquer apresentação e o não menos habilidoso Greg Chaisson no baixo.

E o que é apresentado é um hard rock energético com doses generosas de blues, com grandes influências de Led Zeppelin e Whitesnake, onde observamos uma mistura perfeita dos dois. E a influência do Led já é sentida na faixa de abertura, a poderosa “High Wire”, onde podemos fechar os olhos e dizer facilmente que essa faixa poderia ter saído de qualquer um dos primeiros discos deles. “Dreams in the Dark” mantém a energia inicial do registro e é talvez a melhor música deste disco soberbo, um hard de primeira com atuação sublime de Gillen, mostrando o motivo de o mesmo ter sido escolhido para o posto de vocalista da banda.



“Jade’s song” é apenas uma pequena abertura para a excelente “Winter’s Call” que começa como uma calma balada mais se transforma em mais uma paulada das boas onde a banda toda se destaca, e mais uma vez temos uma faixa em um estilo totalmente “zepelliano”, em riffs que nos fazem pensar que estamos escutando o próprio Jimmy Page.

Em “Dancing on the edge” temos a musica que se aproxima mais do hard oitentista e mantém a qualidade inicial do disco, sendo um hard vigoroso e onde mais uma vez Ray Gillen mostra o alcance de seu gogó (rs). “Streets Cry Freedom” começa como um blues rock no estilo que o Whitesnake fazia nos anos 70 e que se transforma após sua metade inicial, tendo várias alterações em sua pegada, em que Greg Chaisson se destaca dessa vez, é só prestar atenção na linha de baixo dele nessa música para constatarmos que ele não fica atrás de nenhum dos outros músicos da banda.

“Hard Driver” volta a acelerar tudo novamente e mostra a qualidade superior da banda e que realmente eles não estavam para brincadeira, com destaque para os riffs que tem no meio da música, que são não menos que espetaculares e mostram todo o virtuosismo e poder de fogo de Jake E. Lee. “Rumblin’ Train” tem o pé enfiado no blues e fica difícil até de acreditar que este disco foi realmente lançado no final dos anos 80, pois destoa do hard rock em voga naquela época.

A até o final do play a qualidade se mantém lá em cima com “Devil’s Stomp”, a emotiva balada “Seasons”, onde Gillen dá um show de feeling e fechando o disco com chave de ouro temos “Ball and Chain”. Apesar das ótimas críticas que o disco teve, a aceitação do público foi extremamente baixa e foram vendidas apenas 400.000 cópias, devido a intensidade do som que não foi facilmente assimilado. Se você gosta de um hard n’ blues sem frescuras, como o praticado por bandas como Led Zepellin e Whitesnake antes de 1987, pode baixar correndo.


01.High Wire
02.Dreams in the Dark
03.Jade’s Song
04. Winter’s Call

05. Dancing on the edge

06.Streets Cry Freedom

07.Hard Driver
08.Rumblin’ Train

09.Devil’s Stomp

10.Seasons
11.Ball and Chain



Ray Gillen – Vocais
Jake E. Lee – Guitarras

Greg Chaisson – Baixo

Eric Singer - Bateria


LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS




By Weschap Coverdale

17 comentários:

Anônimo disse...

Badlands - Badlands [1989]:

http://www.multiupload.com/Z4GMJHDCGF

Frank disse...

do sem dúvidas !!! Muito bom. Timaço.

jantchc disse...

gosto pra caramba do gillen, mas não gostei tanto assim do badlands..

este primeiro cd é legal, mas não tudo o q eu esperava dele..

sinceramente não sei o motivo de eu não gostar muito deste cd, visto q todos os musicos são otimos..

мєαиѕтяєєт disse...

Dos três do Badlands é o q eu menos ouço. Ainda assim, disco repleto de hits.

O "Dusk" eu tenho original. Comprei um japonês usado por 5 reais (!!!) na Galeria do Rock.

Excelente postagem, Wes!

edu disse...

excelente disco, este e julliet nao saem do meu ipod.

se os outros do badlands sao melhores por favor nao deixem de postar.

e se quiserem mais um motorista eu me disponho a mostrar uns discos que a galera nao conhece.

edu@junkiejoker.com

valeu!

Taliban Sexy Trucker disse...

Eu achei o Badlands mto bom, músicos e músicas acima da média...

Prof. Mario Ferrari disse...

Bela escolha, realmente um play do caralho!!! E um post gramaticalmente correto tb..hahahahaha só pra não perder a oportunidade.....

Prof. Mario Ferrari disse...

Ah, e só não baixei pq tenho desde o vinil original quando saiu quase....rs

dnlz disse...

Na boa, todos do Badlands são essÊnciais , Badlands esta em um lugar especial , junto com Lynch Mob, adoro cada segundo da musica de Badlands. Valeu!!!!

Alex disse...

Esse cd é simplesmente perfeito! Hardão de 1ª qualidade, pena não ter alcançado o sucesso merecido. "Dreams in the dark" é incrível!

Anônimo disse...

demas!
ótimo post...
pena que banda durou pouco...

Kamelot disse...

Taí uma grande banda,e que nesse album dá uma aula de Hard Rock.
Evidentemente não se trata de um HARD naqueles moldes de DOKKEN,CINDERELLA,KIX,etc.....mas sim aquele HARD com pitadas de Led Zeppelin,Whitesnake,Kingdom Come,e até um pouco do BAD COMPANY...
Impressionante a perfomance vocal de RAY GILLEN que por muitas vezes lembra e muito ROBERT PLANT (Na minha opinião)...o cara canta MUUUUUITO.
Esse album é maravilhoso do início ao fim,e cada música em sí tem um "QUÊ" especial,e por isso mesmo eu gosto de TODAS as músicas desse CD.
Pra quem não conhece o grande BADLANDS,eis a chance....
RECOMENDO!!...e parabens pelo excelente POST.
Abraços.

Rosamaria Mello. disse...

Estou renovando minhas playlists, e depois de tanta gente falando bem, eu tinha verificar :) baixando...
Thx!

Renan disse...

Já tinha baixado antes, este disco é um dos melhores que eu já ouvi. O Whiplash tem uma coluna que fala sobre os injustiçados do rock, e uma das matérias falou sobre as bandas dos anos 80 que poderiam ter feito sucesso e não fizeram, ou das que fizeram sucesso e desapareceram rapidamente. Eles incluíram o Badlands entre estas bandas injustiçadas, e concordo com os argumentos deles para justificar o insucesso deste grupo. Primeiramente, eles fizeram um trabalho com um estilo muito diferente daquilo que estava em moda na época, o hard farofa, e logo depois o grunge. Em segundo lugar, o estilo visual dos músicos, e da capa do disco faz lembrar muito as bandas farofeiras(claro, sem o exagero de algumas). Quem gostasse de farofa, não iria apreciar o som, e quem gostasse de grunge não iria nem escutar a banda por ela parecer farofeira.

Dr. Heart disse...

Muito bom esse som, tinha escutado na ksa de um amigo...e estava procurando na net...vlws combe do iommi rules...

fer disse...

Acho esse play, fenomenal, dentre as muitos hard´s que surgiram no final da década de 80, esse é um que está acima da média. Por uma série, de motivos, qualidade dos músicos, sentimentalismo das canções, destaque ao blues e as origens do classic rock, entre outras.
Sem dúvida, Badlands, foi algo que merecia um maior respeito.

Na minha opinião, o principal motivo, do "pouco sucesso" do album, foi a má distribuição da gravadora, a má divulgação.

@LeanndroPortela disse...

Valeu pelo post! Há tempos que quero baixar esse disco.

:D