Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Whitesnake - Restless Heart [1997]


Ser crítico de música e ser impessoal ou imparcial é, no mínimo, difícil. Às vezes, ponho álbuns aqui por motivos externos. E este é um deles. Antes de mais nada, este CD é incrivelmente notável e impressionante. "Restless Heart" é nota 10! (Quem diria uma conclusão numa introdução, hein?!)

No mais, estava eu bem tranquilamente olhando para os carros passando no meio da rua, quando um conhecido meu falou do nada: "Whitesnake é uma merda!". Bem, eu não respondi de imediato, pois ainda tive tempo de pensar: "Eh... você é... reggaeiro". Mas tudo bem, eu disse: "Na maior, você é reggaeiro, ora! Não entende disso".

Ainda xingou um bocado e falou que o Coverdale era muito chato e só falava de amor. À revelia, me peguei pensando o que, na verdade, o reggae prega. Ou puxa. Tanto faz. Eu até gosto de reggae. Mas não vou perder meu tempo falando desse estilo, afinal, já foram-se embora três parágrafos.

Dessa forma, o que vos mostro, passageiros pacientes, é um dos melhores plays da banda. Logo depois do encontro com Jimmy Page, em '93, o que resultou no ótimo "Coverdale/Page", o cantor David Coverdale resolveu retomar o curso do Whitesnake de vez.

Mas sem todo o virtuosismo calcado nos álbuns anteriores com Steve Vai e companhia. O que se percebe é um Whitesnake mais nostálgico, dos tempos de "Northwinds" (1977). Sim, o Blues aqui impera. Destaques, claro, não faltam.

O décimo trabalho da banda — o que quase vira um trabalho solo do cantor britânico — foi carimbado pela EMI. Atente para o abre alas romântico "Don't fade away". A faixa seguinte, "All in the name of love", também é lindíssima.

Mais destaques em seguida quando nos "encontramos" com a inefável "Too many tears". Blues romântico de primeira linha, que inclusive alcançou na 46ª posição nas exigentes paradas inglesas.

Numa levada meio Led Zep, "Crying" enche nossos ouvidos de lágrimas generosas. Na sequência, mais uma influência antiga: Janis Joplin. "Stay with me" parece que foi feita por ela e para ela. A voz, então... gritos e mais gritos uivando e implorando pela tal "baby" da música. A cozinha é perfeita. Cheira muito bem e está na medida.

"Can't go on" é uma declaração de amor pra se fazer a qualquer mulher. Digo, à que merecer. "Não há canção sem o seu amor", reverbera Coverdale por entre suas pregas vocais, ainda potentes. "Take me back again" é mais uma prova de que Jimmy Page é um bom amigo.

Nesse ínterim, pode-se dizer que o Whitesnake trata do que nós mais procuramos: o amor. Ninguém precisa ouvir a opinião de nenhum psicanalista pra saber disso. Não vivemos sem. E Coverdale nos mostra que há sentido, sim, no amor. Ou pelo menos no sofrimento. E quem não gosta — da banda —, que vá para o diabo que te careggae!

1. Don't Fade Away
2. All In the Name of Love
3. Restless Heart
4. Too Many Tears
5. Crying
6. Stay with Me
7. Can't Go On
8. You're So Fine
9. Your Precious Love
10. Take Me Back Again
11. Woman Trouble Blues

David Coverdale – vocais
Adrian Vandenberg – guitarras
Brett Tuggle – teclado e backing vocals
Guy "Starka" Pratt – baixo
Denny Carmassi – bateria e percussão
Tommy Funderburk – backing vocals
Beth Anderson – backing vocals
Maxine Waters – backing vocals
Elk Thunder – harmônica

(link nos comentários - link on the comments)

Por Breno Airan Meiden

10 comentários:

Anônimo disse...

link:

http://www.multiupload.com/FLJS1QUAQJ

Silver disse...

Boooa!
Whitesnake é "fuck music" de primeira!

Weschap Coverdale disse...

Será que eu preciso falar o que penso do Coverdale? rsrsrsrsrs

Discaço, baladas a rodo e músicas que fazem a espinha gelar!

Frank disse...

Belo post e excelente(!!!) texto.

Frank disse...

tá dizendo q o rapidcheira tá de cao. só pode 10 down e ja foi tudo..

Daniel disse...

Excelente post e fantástico texto! Parabéns à todos da Combe!
Abs

Weschap Coverdale disse...

Meu, quando for assim, utilize os outros servidores, tem mais 4 opções lá...

Kamelot disse...

Dentre tantas vozes BRILHANTES no mundo do Heavy Metal,sem dúvida nenhuma uma se destaca,e enche nossos ouvidos com aquela melodia que gruda e não sai da cabeça nem com reza brava....e essa voz tem um nome..SIR.DAVID COVERDALE!!!.
Impossível não se emocionar ao ouvir esse cara cantando....esse cara é sim um DEUS DA VOZ e fim de papo!!!.
Difícil falar de coisas BOAS....Difícil falar de uma LENDA!!!!..
Ah!! quanto ao ALBUM aqui postado?...
PERFEITO!!!!...como todos que esse "SENHOR" gravou ao longo de sua carreira.
Recomendo!!!..."SEMPRE"!!.

jantchc disse...

whitesnake é muito bom, mas este cd era pra ser um solo do DC..

por isso é tão agua com açucar..

e por isso o CD de 2008 que, teoricamente, é o 11º da discografia se chama X..

na minha opinião este é o cd mais fraco da discografia do WS, mas nem por isso é ruim..

muitas bandas ficariam felicissimas de ter um cd deste em sua discografia..

ZORREIRO disse...

Breno. Whitesnake me acompanha a vida toda e esse disco conheço de ponta a ponta.
Passei aqui pra dizer apenas uma coisa: tu escreves muito bem, cara! Mesmo trazendo informações que já tenho (por ser fã do tio David que Robert Plant invejosamente chamou de Coverversion), foi um imenso prazer ler essas linhas, principalmente pela fluidez.
Não pare de escrever jamais!
Abraço