Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Stryper - Soldiers Under Command [1985]

Uma das mais importantes bandas dos anos 80, sem dúvida alguma foi o Stryper, que mandava um Hard N' Heavy muitíssimo bem feito, com uma pegada extremamente visceral e músicas totalmente viciantes, com refrães que grudam na cabeça e ficam impossíveis de sair.

Sendo assim, poderíamos chamá-los de "mais uma banda dos anos 80", a não ser por um diferencial: ao invés de falar sobre mulheres, cachaça e derivados, eles falavam sobre Deus em quase todas as músicas, com passagens bíblicas e outros temas relacionados.

Quem nunca ouviu, normalmente fica com "medo" de "trair o movimento", ouvindo um lance desses, mas olha, isso é o maior besteirol, pois as músicas dos caras são essenciais, independente de credo ou religião. Vale lembrar também, que eles sabem muito bem como agitar, então, não esperem algo como "Entra na minha casa... Entra na minha vidaaaaa!" e derivados, pois os caras fazem músicas extremamente festeiras e divertidas, mostrando que nem todos os cristãos são "quadradões", como a maioria pensa.

"Soldiers Under Command" foi o primeiro full length dos caras, que antes haviam lançado apenas o EP "The Yellow And Black Attack", com alguma repercussão nos EUA. Este foi o disco que mostrou a banda para o mundo, vendendo mais de 500 mil cópias e garantindo o primeiro ouro deles (coisa que viria a ficar muito maior no lançamento seguinte, "To Hell With The Devil", o grande clássico), além de uma bela turnê, com um palco gigante e cheio das parafernalhas que as bandas tinham naquela época. Além dos EUA, o álbum fez um ótimo sucesso no Japão, aonde a turnê deles foi bem concentrada, resultando até num VHS, lançado nesse mesmo ano, aumentando mais ainda o reconhecimento que eles mereciam, de fato.

O fato é que o disco fez mais sucesso com o público Rock N' Roller do que com os cristãos, que, nessa época, ainda abominavam o estilo (assim como ainda abominam hoje em dia, em sua grande parte).

Depois das apresentações, vamos ao que interessa, que são as belíssimas músicas que temos aqui. As pesadas são absolutamente kick-ass, falando quase sempre sobre o fato deles serem cristãos, mas ainda assim, estarem lá para chutarem a sua bunda, se você ficar descuidado. As baladas merecem uma boa atenção também, pois o feeling que temos nelas é absolutamente incrível, e uma boa surpresa para quem ouve, é que elas são músicas românticas, próprias para se ouvir com a namorada e fazer aquele clímax.

A banda mostra-se extremamente competente naquilo que faz, com os vocais de Michael Sweet tendo quase sempre o destaque, por serem bem mais agudos que os das outras bandas da mesma época. O talento do resto da banda também é de se louvar, pois Oz Fox se mostra um grande guitarrista, cheio das técnicas e com um feeling incomparável na hora de seus incríveis solos, assim como o Robert Sweet, que dá um SHOW na bateria, mostrando ser um dos melhores naquela época. O baixo de Tim Gaines também se mostra extremamente eficiente, acompanhando muitíssimo bem a bateria e tendo vários destaques nas músicas.

Chegando aos destaques, além de citar os ótimos singles "Soldiers Under Command", "Together as One" e "Reach Out", tenho que falar das energéticas "Makes Me Wanna Sing", "Together Forever", "The Rock That Makes Me Roll", da belíssima balada "First Love", e da "The Battle Hymn Of The Republic", que é, na verdade, um hino da Guerra Civil, executado pelo exército do norte na época.

Enfim, se você é cristão que nem eu, baixe-o, se você não é, também baixe-o, pois este discasso com certeza vai fazer o seu dia muito mais feliz!

Michael Sweet - Vocals, rhythm and lead guitar
Oz Fox - Rhythm and lead guitar, backin' vocals
Tim Gaines - Bass, backin' vocals
Robert Sweet - Drums

1. Soldiers Under Command
2. Makes Me Wanna Sing
3. Together Forever
4. First Love
5. The Rock That Makes Me Roll
6. Reach Out
7. (Waiting For) A Love That's Real
8. Together As One
9. Surrender
10. The Battle Hymn Of The Republic

Links nos comentários / Links on the comments

Bruno Gonzalez

17 comentários:

Anônimo disse...

Link:

http://www.4shared.com/file/7msjm3ZT/Stryper-Soldiers_by_Bruno.html

Pedro Torres disse...

Maravilhoso! Parabéns! Ótimos disco SOOOOOOU OU OU OU DIÊ!

Ismaily disse...

Não li porra nenhuma da resenha, mas baixei! ;]

Carlos Sugawara disse...

só me resta repetir mais uma vez um dos meus comentários de sempre...

GOD BLESS COMBE DO IOMMI!!!

valeu demais cara...

abrazzz

Anônimo disse...

To Hell With The Devil! ! !

Stryper RoX! ! !

Bruno Assis disse...

Show de bola , só conhecia o "To Hell" , muito bom esse também

antonio fabio ximenes albuquerque disse...

Esse foi o 1° album da banda que comprei na época e sem dúvida é o melhor de todos, confiram sem medo.

jefhcardoso disse...

Saudoso rock dos anos 80.

*Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar. http://jefhcardoso.blogspot.com

GERALDO V. disse...

sempre tive curiosidade de ouvir,vou conferir,muito obrigado

Anônimo disse...

God gave rock n roll to you!!! Combe arrebenta

Alceu disse...

po não conheço a banda, baixando pra conferir! valeu pelo disco tchê!

ZORREIRO disse...

Chorei pro camburão da capa.
É do DOPS?

maisquevencedor disse...

Stryper é demais!!

Toledinho disse...

STRYPER é sempre uma grande pedida. A Galera que se amarra nesse som deveria escutar também os discos da banda WHITECROSS. Hard Rock que lembra o RATT, mas muito melhor e o guitarrista REX CARROLL é um capítulo à parte. O que esse cara toca de guitarra é um absurdo. Nos discos normalmente tem um solinho separado (tipo Eruption do VAN HALEN). Indico a coletãnea "By Demand",o disco "In The Kingdon" e o "Nineteen Eighty Seven" que foi o último lançado pelos caras e é a regravação do ótimo primeiro disco com alguns extras.

Vinícius Cunha disse...

Muito bom, parabéns

Rafael disse...

Bisurdooooooooooo de bãooooo!

Anônimo disse...

Stryper destrói tudo!