Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 28 de agosto de 2010

The Woodstock Experience: Johnny Winter [2009]

É óbvio que todo visitante da Combe sabe o que foi o Woodstock. Mas não custa lembrar o que o evento representa. Realizado em uma fazenda no município de Bethel, Nova York, em agosto de 1969, o festival foi um marco cultural sem precedentes. Ali, na paisagem bucólica próxima da comunidade de White Lake, reuniram-se artistas, ativistas políticos e uma quantidade impressionante de doidões, no que foi o ápice da cultura hippie, ou contracultura. E, em um regime de drogas e sexo, essas pessoas assistiram a um surreal line-up de músicos fazendo história em apresentações antológicas ao longo de 4 dias. Mais que a síntese do "sexo, drogas e rock 'n' roll", o Woodstock foi sem dúvida o mais importante acontecimento da música do século XX, e talvez de todos os tempos.

The Woodstock Experience é um box lançado em 2009, com os registros de Carlos Santana, Janis Joplin, Jefferson Airplane, Sly & The Family Stone e Johnny Winter no lendário evento de 1969. Separadamente, a coletânea contém, além da apresentação remasterizada no Woodstock, o álbum que cada artista ou banda lançou no mesmo ano.

O post que trago hoje é a parte de uma das figuras mais interessantes da música: Johnny Winter. Dono de um furioso estilo sulista e de uma rara habilidade no slide, o guitarrista texano foi, e ainda é, um dos grandes influentes do blues. Além do poder nas seis cordas, Johnny, assim como seu irmão Edgar, tem como característica de destaque o fato de ter nascido albino. Curiosidades à parte, estamos falando de uma lenda do gênero.

Em 1969, Johnny Winter havia lançado dois álbuns e começava a despontar no cenário do blues dos EUA. Iniciou no meio desse ano uma grande excursão pelo país, e um dos espetáculos dessa turnê foi no Woodstock Festival. O branquelo tocou na madrugada de domingo para segunda (17-18/08), e fez uma das melhores apresentações de todo o festival.

Johnny Winter [1969]

Segundo álbum de Johnny Winter, que já começava a aparecer para o mundo depois do ótimo The Progressive Blues Experiment, lançado um ano antes. O play é um excelente trabalho de blues elétrico.

Para a gravação do disco, o guitarrista chamou ninguém menos que Willie Dixon para tocar contrabaixo. E aqui ele faz parte da cozinha forte e presente sobre a qual o som de Johnny Winter anda livremente em solos impressionantes feitos à moda do blues sulista do começo do século XX. No estilo do texano fica clara a influência de nomes como Robert Johnson, Muddy Waters e B.B. King.

Destaque para a divertida "I'm Yours & I'm Hers", para as leituras de "When You Got A Good Friend", "Be Careful With A Fool" e do clássico "Good Morning Little School Girl", as três de Robert Johnson, B.B. King e Sonny Boy Williamson, respectivamente. Mas a melhor do disco é, de longe "Leland Mississipi Blues", do próprio Winter.

01. I'm Yours & I'm Hers
02. Be Careful With A Fool
03. Dallas
04. Mean Mistreater
05. Leland Mississippi Blues
06. Good Morning Little School Girl
07. When You Got A Good Friend
08. I'll Drown In My Tears
09. Back Door Friend

Johnny Winter - guitarra, vocais
Edgar Winter - teclados
"Uncle" John Turner - percussão
Tommy Shannon - baixo
Big Walter Horton - gaita
Karl Garin - trumpete
Willie Dixon - contrabaixo
A. Wynn Butler - sax tenor
Stephen Ralph Sefsik - sax alto
Norman Ray - saxofone
Elsie Senter, Peggy Bowers e Carrie Hossel- vocais de apoio

Live At Woodstock [1969]

Era meia noite quando Johnny Winter começava sua apresentação no festival. Depois de anunciado discretamente, iniciou o que seria um dos pontos altos do evento. O texano subiu ao palco para detonar tudo, em 65 minutos de seu característico blues elétrico regado a tradicionalismo e energia, em uma exibição memorável de criatividade e habilidade no slide.

Depois da enérgica entrada com "Mama, Talk To Your Daughter", Winter traz sua ótima composição "Leland Mississippi Blues", seguida do ponto alto do show: o fast-blues "Mean Town Blues". Logo vem o incrível cover do slow-blues de B.B. King, "You Done Your Last Good Thing now". A partir da faixa 5, Johnny passa a contar com a participação de seu irmão Edgar, que faz bonito nos vocais e com solos de teclados e sax alto. Dessa parceria de irmãos vem os fantásticos minutos de "I Can't Stand It", "Tell The Truth" e do clássico "Tobbaco Road". Com Edgar, você deve sentir no som algumas pitadas de jazz. E, para finalizar da melhor maneira possível, o hino rocker de Chuck Berry, "Johnny B. Goode", em uma de suas melhores e mais empolgantes leituras.

01. Mama, Talk To Your Daughter
02. Leland Mississippi Blues
03. Mean Town Blues
04. You Done Lost Your Good Thing Now
05. I Can't Stand It
06. Tobacco Road
07. Tell The Truth
08. Johnny B. Goode

Johnny Winter - guitarra, vocais
Tommy Shannon - baixo
"Uncle" John Turner - bateria
Edgar Winter - teclado, sax alto e vocais em 05, 06 e 07

Após a apresentação no Woodstock, Johnny Winter teve sua carreira alavancada. Consolidou-se como uma lenda do blues, fez alguns trabalhos como produtor e hoje, em idade muito avançada, continua fazendo alguns shows. Esse ano, veio ao Brasil pela primeira vez e levou plateias à loucura sem ao menos se levantar. E esses dois plays são material suficiente para se conhecer o potencial da bruxa velha, além de um 'must have' para fãs. No mais, dobradinha imperdível.

LINKS NOS COMENTÁRIOS
LINKS ON THE COMMENTS

Jp

A bruxa em SP

8 comentários:

Anônimo disse...

Johnny Winter
http://www.4shared.com/account/file/MxSmW0Ig/WE_-_Joao_Inverno_01_Jp_Combe.html

Woodstock
http://www.4shared.com/file/JaYhewVB/WE_-_Joao_Inverno_02_Jp_Combe.html

Bruno Gonzalez disse...

Fodido, extremamente fodido!

Johnny Winter é um dos caras mais fodas da história!

R. coelho jr disse...

Johnny Winter só podia ser do Texas mesmo, o cara é foda demais !!!

Anônimo disse...

Ai sim.. fomos surpreendidos novamente... grato pelo post! matenha sempre a qualidade!!
abraço!

Carol disse...

Muito bom o post e o blog também !
aaaaadorei (:

Gabriel L. F. Krüeger disse...

Muito bom, JP! Disco formador de caráter!

Gabriel Leite disse...

Esse cara é demais! Viva Johnny Winter!

Artur Fox disse...

Johnny Winter, o albino com voz de negão. Um musico eterno por sua pecularidade e originalidade.