Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Bathory - Hammerheart [1990]

O Bathory não foi apenas uma das bandas mais importantes e revolucionárias da história do Heavy Metal, mas também da minha vida, pois, se não fosse por ela, especialmente por este disco, eu acho que jamais teria me apaixonado tanto por bandas de Viking/Folk Metal, dois estilos que eu amo, atualmente. Seu líder, Tomas "Quorthon" Försberg, é considerado até hoje como um dos maiores revolucionários da história do Metal e um dos maiores gênios do estilo, graças à toda a sua criatividade, e por conduzir a banda sozinho, formando o conceito da "banda de um homem só", que foi copiado por muita gente.

Sua importância para o mundo do Metal é simples: foi uma das precursoras do Black Metal, com seu disco auto-intitulado, um dos principais e mais influentes da história do gênero, e, também, com este disco de hoje, a precursora do Viking Metal, aonde ele abandonara totalmente os temas satanistas, trocando-os por temas históricos, mais precisamente falando sobre os vikings, seu estilo de vida, a destruição que o cristianismo proporcionou à sua cultura e sobre as batalhas em geral. A música também mudou totalmente, pois o Black Metal pesado e brutal de outrora não se encontra aqui, e o som tornou-se bem mais próximo do Heavy Metal tradicional, do Doom e do Power Metal americano, com a presença de teclados e uma enorme influência da música clássica, coisa que viria a ficar cada vez mais explícita em seus álbuns. Ou seja, os riffs rápidos e brutais, a bateria que mais parecia uma metralhadora e os vocais guturais foram substituídos por levadas mais lentas, vocais ainda gritados, porém limpos (algumas músicas até com alguns agudos). Mesmo com isso tudo, a música continua extremamente pesada, principalmente pelas guitarras, que continuam afinadas alguns tons abaixo do normal.

Nem preciso dizer que, entre os fãs de Metal, houve uma controvérsia enorme, pois alguns aplaudiram de pé a nova direção musical adotada pela banda, porém, outros criticaram e resumiram-se apenas à fase Black Metal. Mesmo assim, o disco é tido como o marco zero do Viking Metal, como já falei, sendo considerado o disco que levou à tona toda a estrutura de um álbum do estilo, influenciando praticamente todas as bandas de Metal escandinavas que vieram depois, introduzindo essa nova veia em suas músicas e formando novas bandas.

"Hammerheart" é um álbum conceitual, acima de tudo, com praticamente todas as músicas estando conectadas entre si por sons ambientes, na maioria das vezes, acontecendo o mesmo com suas letras. O disco também trouxe o único vídeo-clipe da história da banda, onde eles aparecem, de fato, como banda, com a música "One Rode To Asa Bay", que se tornou um clássico moderno, e seu clipe, muitíssimo bem feito, é um mini-filme de 10 minutos de duração, mesmo tempo de duração da canção.




Bem, galerinha, se vocês não conhecem o Bathory, ou tiveram alguma impressão errada sobre eles ao ouvir outros discos, eu posso garantir que este mudará a sau concepção e mostrará que, de fato, ela é uma das mais importantes bandas da história.

Quorthon - Vocals, electric and acoustic guitar, sound effects, bass, drums, percussion

1. Shores In Flames
2. Valhalla
3. Baptised In Fire And Ice
4. Father To Son
5. Song To Hall Up High
6. Home Of Once Brave
7. One Rode To Asa Bay
8. Outro

Link nos comentários / Link on the comments

Bruno Gonzalez

R.I.P.

8 comentários:

Anônimo disse...

http://rapidshare.com/files/151936325/1990_-_Hammerheart_-_Bruno_Gonzalez.zip.html

Hairbanger disse...

me convenceu... curto esses heavy com influencia classica e teclados... vou conferir!

GrassHoper disse...

Quorton é eterno! O Bathory talvez seja a banda, ao lado do Motörhead (protótipo do speed metal), que definiu mais conceitos como várias nuances de metal devem ser tocadas, sendo uma cartilha essencial de quem pratica do heavy ao black passando pelo folk, power e viking metal. Esse trabalho é uma prova clara disso e tem uma importância indiscutível dentro da evolução do estilo.

Recomendadíssimo! Grande resenha e postagem!

Arucard disse...

Excelente álbum! Adoro Viking/Folk Metal, e o Bathory dessa fase é extraordinário!

Belo post! Gracias!

Anônimo disse...

Buen material!!! .. para escuchar y apreciar..

Renato Spacek disse...

Um dos 5 melhores álbums de metal de todos os tempos. Bathory é indescritível, maravilhoso, excelente.

Renato Spacek disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Artur Fox disse...

Nem fodendo q ele foi influenciado pelo "power metal"...

Minha resenha desse album seria bem objetiva e clara: "As musicas do album transcendem o q conhecemos como musica. Ouvir hammerheart a noite eh praticamente uma meditação q te leva a iluminação e ao nirvana nos gélidos fiordes nordicos"...

A extrema virtuosidade desse album eh invejavel e peculiar...A mudança daquele black metal nojento para um viking metal bem erudito, foi uma mudança da cachaça pro hidromel, literalmente.