Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 25 de setembro de 2010

La Famiglia Superstar - La Famiglia Superstar [2010]


Post em homenagem à Santíssima Trindade da Combe: Silver, Bruno Gonzales e o brother Marcelo Meanstreet!!!

Apenas como curiosidade, esse era o disco que eu ia postar na antiga Combe no exato dia em que ela foi “confiscada”, após tantas tentativas de quem não tem capacidade de fazer sequer perto. Bom, talvez muitos não estejam familiarizados com a carreira de Steve Saluto. Mas esse guitarrista italiano conta com grande prestígio no mundo paralelo dos virtuoses, já tendo lançado sete álbuns solo, além de ter tocado com gente do calibre de Richie Kotzen, Buddy Miles e Darryl Jones, entre outros. Aproveitando-se de sua bela folha corrida, o cidadão decidiu lançar um super projeto, juntando alguns músicos de primeira linha. Assim nasceu o La Famiglia Superstar.

E quando falo que é só gente de gabarito, basta dar uma olhada na escalação e sentir o queixo desabar. Nos vocais, Terry Ilous, do XYZ. No baixo, o fera Marco Mendoza (Thin Lizzy, Whitesnake, Lynch Mob, entre tantos outros). E na bateria o não menos fantástico Atma Anur (Richie Kotzen, Cacophony, Greg Howe, Hardline). Com um timaço desses, só poderia rolar coisa boa, certo? E não tem decepção, especialmente para quem curte um Hard Rock com bastante groove e pitadas de Blues, feito com a alma. Importante citar que, apesar de só aparecerem músicos exímios aqui, não temos exibições de firulas gratuitas. O principal é a música, como sempre deve (ou deveria) ser.

Destaque para a abertura com “Never Enough”, som com alma zeppeliniana (parece saída da época do Houses of the Holy) e um refrão com tempero Pop que é crime perfeito. Em linha próxima do já citado Kotzen, “Rain” traz uma verdadeira aula de condução de ritmo protagonizada por Mendoza. A balada blueseira “I Come Around” traz toda aquela dramaticidade típica do estilo, com feeling invejável. “Can You Tell Me” poderia se passar facilmente por alguma faixa inédita recém descoberta do Badlands, embora o registro vocal de Terry não seja na mesma linha de Ray Gillen.

Outro momento que com certeza vai chamar atenção – para o bem ou mal – é a versão para “Here I Go Again”. Ao invés de se limitar a seguir o que fizeram David Coverdale e companhia, o grupo deu uma mudada legal na estrutura dela. No começo pode causar estranheza. Mas com o tempo passa a soar bem interessante, especialmente por ser algo diferente com uma canção que já ouvimos tantas vezes. Ah, e o solo de baixo é um verdadeiro golaço de Mendoza. “The Wind” traz como peculiaridade o fato de Terry estar cantando em francês. A ótima instrumental “Visions” encerra o trabalho mostrando toda a capacidade de Saluto nas seis cordas.

Advertência apenas para quem espera um play mais agitado não ir com muita expectativa. Várias faixas são bem “na manha”, com momentos acústicos e introspectivos. Mas nada que diminua o interesse de quem gosta de boa música, independente de rótulos e pré-classificações.

Terry Ilous (vocals)
Steve Saluto (guitars, keyboards)
Marco Mendoza (bass)
Atma Anur (drums)

01. Never Enough
02. Rain
03. I Miss You
04. What We Gonna Do
05. I Come Around
06. Closer
07. Can U Tell Me
08. Here I Go Again
09. The Wind
10. Visions

La Famiglia Superstar – La Famiglia Superstar [2010]

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

6 comentários:

Anônimo disse...

La Famiglia Superstar – La Famiglia Superstar [2010]

60 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?rgdyw1ww3eubuy5

Tiago disse...

Procurei por isso muito e não encontrava!
Valeu!

Silver disse...

Só a dedicatória me convenceu, o resto do texto então nem se fala!

GrassHoper disse...

Vim ouvi isso só agora e devo dizer: ISTO SIM É MÚSICA, MEU AMIGO! Conjunção perfeita de instrumentais e vocais!Me deu a mesma sensação que quando escutei o Black Country Communion, que pra mim até agora é a jóia do ano!

Que bom que a combe existe para trazer esses achados para nois, hehe
Se não fosse aqui não sei se iria ao menos tomar conhecimento dessa maravilha!


Ótimo post!

Alexandre disse...

Sou suspeito pra falar deste trabalho, sendo fã do Marco Mendoza!!

Sensacional!!

Alexandre disse...

Sou suspeito pra falar deste trabalho, sendo fã do Marco Mendoza!!

Sensacional!!