Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

The Allman Brothers Band - Brothers and Sisters [1973]


Uma das maiores bandas de Southern Rock que pisaram na terra! Não é exagero algum afirmar isso sobre o The Allman Brothers Band, liderados pelos sensacionais Greg e Duane Allman, que primavam pela ousadia e improviso, com um talento fora do comum. Mas assim como seu talento era inquestionável, as tragédias eram comuns e terríveis para banda. Primeiro os irmãos Allman perderam seu pai em 1949. Anos depois, a morte dizimaria prematuramente a vida da lenda Duane Allman aos 24 anos, em 29 de novembro de 1971, após uma festa na casa do baixista Berry Oakley, onde Duane se envolveu em um acidente de moto, batendo em um caminhão.

Não bastasse tudo isso, um ano depois, em novembro de 1972, seria a vez de Oakley também perder a vida em um acidente de moto e na mesma estrada que vitimou a vida de Duane, à três quarteirões do primeiro acontecido. Tudo isso bastaria para que a banda jogasse a toalha, mas ao contrário, após tudo isso seria lançado o seu disco mais marcante e que confirmaria que mesmo com a morte do insubstituível Duane, havia ainda muita lenha para queimar. E Dickey Betts (que neste disco usou o nome Richard) mostrou que mesmo nessa gelada, era um excelente guitarrista e que poderia segurar as pontas sozinho.


E o que nos é apresentado nessa pérola de pouco mais de 30 minutos é o mais puro rock sulista americano em seu estado bruto, o que indica que não temos músicas ruins e maçantes durante todo o play. “Wasted Words” com seus solos simples e eficientes já é um ótimo aperitivo para tudo o que vem a seguir. “Ramblin' Man” se tornou um dos grandes clássicos do rock n' roll, com seus solos cativantes, daqueles que ficam durante dias na cabeça, mostrando que para um solo ser memorável não precisa de fritação, e sim inspiração, o que nunca faltou para o Allman Brothers.

“Come Go And Blues” bebe direto na fonte da música negra americana e prova que a banda era boa em qualquer campo que se arriscasse. “Jelly Jelly” é um blues rock cheio de feeling, feito para se escutar em momentos mais calmos e que proporciona uma viagem ao longo de seus quase 6 minutos, em mais uma bela atuação de Betts e Leavell, com guitarras e piano em perfeita sincronia e que encantam, principalmente na parte final da canção, em que a satisfação é garantida para aqueles que gostam de música bem executada. A agitada “Southbound” traz novamente o clima animado do ínicio do registro e gera mais uma excelente canção e com outro trabalho marcante de Betts nas guitarras.



Agora chegamos ao ponto alto do disco e que se daria com uma das músicas instrumentais mais sensacionais da história do rock n' roll, a espetacular “Jessica”. E se até aqui Betts já havia provado que o Allman Brothers poderia continuar mesmo sem a presença do monstro Duane, aqui ele enterra de vez qualquer dúvida, com solos marcantes e que fizeram que esta música sempre entre em listas de melhores solos de guitarra da história. Sem falar da melodia que entra na cabeça e fica durante dias, sendo impossível não se sentir contagiado com o clima criado pela banda. Uma aula de como fazer música instrumental sem se tornar repetitivo e chato.

“Pony Boy” nos envia diretamente para Nashville, onde ouvimos um ótimo country rock acústico bem legal e animado, que fecha esse belo disco com chave de ouro e dá uma baita vontade de voltar e escutar tudo novamente. Um excelente registro que merece um lugar de destaque de qualquer um que afirme gostar de rock. E obrigatório para aqueles que desejam entrar de cabeça num bom e velho Southern Rock.

PS: Estou voltando novamente, após alguns probleminhas de saúde, mas agora voltarei com a mesma regularidade de outrora. ;-)

1.Wasted Words
2.Ramblin' Man
3.Come and Go Blues
4.Jelly Jelly
5.Southbound
6.Jessica
7.Pony Boy

Gregg Allman – Vocais, Órgão, Guitarra base
Richard Betts – Vocais, Guitarra solo
Berry Oakley – Baixo (em “Wasted Words” e "Ramblin' Man")
Lamar Williams – Baixo
Chuck Leavell - Piano, Backing Vocals
Jaimoe - Bateria
Butch Trucks – Bateria, Percusssão

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS



By Weschap Coverdale

10 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/SJP00VOH0E

Tiago disse...

baixando!
valeu

Anônimo disse...

espetacular...
valeu!!

Bruno Gonzalez disse...

Um dos discos da minha vida. Eu acho que não seria a mesma pessoa se não tivesse ouvido isso! Tem um valor sentimental ENOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORME pra mim!

Postasso!

Bruno Gonzalez disse...

!

Anônimo disse...

grande banda!,
baixando (2)

Anônimo disse...

esse nem precisa de resenha, isso é um classico.

Ernesto disse...

Otimo post valeu mesmo, Jessica é um marco da historia do Southern Rock

HENRIQUE disse...

VENHO POR MEIO DESSE AGRADECER AO BLOG COMBI DO IOMMI O ENORME FAVOR QUE VCS FAZEM AO ROCK'N'ROLL, NÃO SOMENTE POR ESSE POST, MAS POR TODOS OS OUTROS!!!! OBRIGADO, MUITO OBRIGADO !!!!

jantchc disse...

to baixando este cd pq eu ouvi o pride & joy e parece q percebi q southern é muito bom, vamos ver se este cd mantem esta visão..

alem disso li uma entrevista do dr coverdale onde ele diz q ele montou o WS pra tentar emular o estilo desta banda aqui..

se o DC acha q vale a pena imitar o allman brothers então eu acho q vale a pena ouvi-los..

valeu..