Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Motörhead - Overkill [1979]

Então pessoal, fazia até um tempinho que não postava aqui, levando a consideração da freqüência enorme de posts que fiz até semana passada. Mas hoje volto trazendo um puta álbum de uma das melhores bandas da história, o Motörhead.

Todo mundo que visita o blog já cansou de saber que essa é uma das minhas bandas preferidas e blablabla, e nem vou perder tempo falando da história deles porque todos aqui devem saber.

"Overkill" é o segundo álbum do "cabeça de motor" e é também o meu álbum de estúdio favorito deles, digo de estúdio porque meu favorito é o ao vivo "No Sleep 'till Hammersmith", um dos lançamentos mais arregaçadores da história, e que já postei aqui.

"Ovekill" foi o primeiro álbum do Motörhead a apresentar o Motörhead que conhecemos hoje, rápido e pesado, já que no anterior, "Motörhead" de 1977, ou no "On Parole" (que seria o debut mas foi lançado só em 79, porque a gravadora não aprovou o álbum) temos um som mais "leve" e "lento", embora mesmo assim arregaçador.

O disco já abre com uma pancadaria das melhores, a faixa título "Overkill", que é um dos maiores clássicos da banda e uma das melhores canções deles também. E o ritmo não diminui, logo em seguida vem "Stay Clean", "(I Won't) Pay Your Price", "I'll Be Your Sister", "Capricorn" e "No Class", fazendo uma seqüência matadora, que não para por aqui, seguindo até a décima faixa, "Limb From Limb". O disco inteiro segue matador, com nenhuma música ruim ou que dê vontade de passar.

Ah, vale lembrar que a versão do disco que trago pra vocês hoje é a remasterizada, com algumas faixas bônus também boas pra caralho. Se você ainda não tem esse disco, não perde mais tempo e baixa agora mesmo! E como eu costumo dizer, "gostar de rock e não gostar de Motörhead é a mesma coisa que gostar de mulher e não gostar de buceta!".

01. Overkill
02. Stay Clean
03. (I Won't) Pay Your Price
04. I'll Be Your Sister
05. Capricorn
06. No Class
07. Damage Case
08. Tear Ya Down
09. Metropolis
10. Limb from Limb
Faixas Bônus:
11. Too Late, Too Late
12. Like a Nightmare
13. Louie Louie
14. Tear Ya Down
15. Louie Louie

Link nos comentários
Link on the comments

Maurício Knevitz

11 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?fzs6h4pwhufjhar

Dragztripztar disse...

Meu disco preferido do Motorhead também é um live, mas no meu caso é o No Sleep at All.

E o meu preferido de estúdio é o Another Perfect Day, mas curto muito praticamente todos discos que eu já escutei do Motorhead, e to torcendo pra eles tocarem aqui ano que vem, não posso morrer sem antes assistir um show deles.

Vou aproveitar e baixar esse Overkill, pq apesar de conhecer não tenho aqui no pc.

Gabriel L. F. Krüeger disse...

"Overkill" é do caralho, puta que o pariu. A primeira vez que ouvi deu vontade de destruir minha casa ._.

Aliás, o meu preferido deles é o On Parole.

Anônimo disse...

O MAIS PURO ROCK N ROLL FATO

Eduardo Paiva disse...

Baixando!

Bruno Gonzalez disse...

MOTÖRHEAD, CARALHO!!! Isso é LINDO DEMAIS!

É pra você sair espancando todo mundo berrando "OVERKILL, OVERKILL!", AUHUHAUHAUHAUHA...

Anônimo disse...

Gostar de rock e não gostar de Motörhead é a mesma coisa que gostar de mulher e não gostar de buceta! (2)

Boca sujammm, usahauhauhauauhah!!
Grande post!

Maurício Knevitz disse...

Dragztripztar, o No Sleep at All é realmente um puta discão também. Motörhead ao vivo é uma coisa linda de se ver, ou melhor, ouvir. Também espero que eles passem no Brasil ano que vem, pois esse é um show que eu nunca vou me perdoar se não ver antes de morrer.

Gabriel e Breno, não só esse disco, mas como vários outros do Motörhead te dão essa vontade de querer quebrar tudo e bater em todos. UEAUHUAE

Motörhead é Rock 'n' Roll na mais pura essência, veloz e agressivo como deve ser.

Anônimo disse...

Essa é uma das minhas bandas preferidas, ainda mais na formação original, o ANOTHER PERFECT DAY, tbm é ótimo mas aquele guitarrista todo poser não tem nada a ver com MOTORHEAD, ainda bem que foi um disco só, e Mauricio WE ARE THE ROAD CREW do no sleep'till arrebenta tudo já na introdução, salve METAL 80'S.ASS;CHOPÃO

Dragztripztar disse...

hahaha... ah, cara... o Brian Robertson tá longe de ser poser, pelo contrário, ele é de uma escola clássica, fez parte de uma das bandas mais determinantes do Hard 70's, e formou uma das melhores duplas de guitarra da história do Rock.

Mas eu entendo isso que tu ta falando, pq ele bagunçou em sua passagem pelo Motorhead. Queira ou não, ele levou o Motorhead pra um nível de composição ainda mais alto e compôs um dos trabalhos mais diferente da banda. Só que desde que ele entrou no grupo tinha a intenção de tirar um sarro (talvez por não levar o Motorhead a sério), cortou o cabelo baixinho e pintou de vermelho (às vezes parece laranja tbm), subia no palco com um calçãozinho verde limão acima do joelho, no término de uma música às vezes ele não puxava a próxima e continuava tocando sozinho a anterior...
é o famoso "talentoso babaca", tem muitos por aí desse tipo, principalmente guitarristas, e acho que nem preciso citar exemplos.

Ele foi demitido com razão, e o Lemmy bem que poderia ter dado uma surra nele pra ver se aprende a levar as coisas a sério.

Anônimo disse...

Esse Brian Robertson com certeza toca muito, mas o visual era de poser sim, podia tocar com o Poison, Cinderela,Ratt,etc...mas nada disso apaga o poder do monstruoso MOTORHEAD.ASS;CHOPÃO