Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Bastardz - Jungle Outlawz [2008]



O Bastardz é uma banda paulistana de Hard/Punk Rock, ou precisamente Sleaze Rock, um dos grupos nacionais que mais cresceu nos anos 2000, e no segmento Glam eram até há pouco tempo a banda de maior destaque do Brasil.

Depois de alguns anos fazendo shows na região de São Paulo, eles lançaram em 2004 o seu primeiro trabalho, o EP "No Ass No Pass", que traz o hit "Pills", e o clássico "Alleycat Spoiled Brat" (em minha opinião, uma das melhores composições do estilo). O profissionalismo com que a banda apresentou esse trabalho, produzindo até um clipe que dentro da proposta do estilo não teria como ser melhor, e apostando em um visual carregado e vistoso, obteve uma repercussão enorme, chegando ao conhecimento de Steve "Sex" Summers do Pretty Boy Floyd e Stevie Rachelle do Tuff, que aprovaram de imediato, e não economizaram nos elogios.

Curtiram tanto que vieram ao Brasil tocar com o Bastardz em um festival organizado pela Metal Sludge (site do Stevie Rachelle), e o Bastardz representou ambas as bandas tocando juntamente com os vocalistas supracitados o set-list de cada banda, além do seu próprio show. Isso foi registrado em dvd, o "Metal Sludge Xtravaganza Brazil (Sludge Goes to the Jungle - Live in Brazil)". O resultado não poderia ser outro, e logo assinaram com um selo americano para a gravação do seu primeiro full-lenght, "Jungle Outlawz".

Após ter sacudido a imprensa especializada, tendo destaque em publicações tanto no Brasil, quanto em outros países sul-americanos, na Europa e obviamente nos Estados Unidos com o EP, a banda não faz feio em seu debut, e apresenta um som ainda mais bem lapidado. Praticando um estilo que se ama ou odeia, não tem como negar que por mais que as letras falem de diversão e putaria, o trabalho dos caras é super sério e profissional, chegando a se aproximar bastante dos expoentes do estilo.



Em relação ao "No Ass No Pass", o som tá menos sujo, ou talvez nem seja isso, pois na verdade a produção deu uma enxugada na sonoridade, sendo bem menos crua e com uma mixagem mais cuidadosa. O vocalista Nat Reed também optou por vocais menos estridentes, se distanciando um pouco do Steve Summers, o qual tinha uma semelhança gritante, embora os pequenos deslizes na afinação tenham permanecido (desafinadas essas que o estilo permite).

Mas a mudança maior se encontra no instrumental, não em relação ao estilo, e sim a diversidade de músicas diferentes. As músicas apresentadas em seu primeiro trabalho são ótimas, mas seguem exatamente a mesma linha, em "Jungle Outlawz" a maior virtude é a variedade, que pode ser constatada em músicas como "Gasoline", "Get Outta Here" e "Dope Party" (possuidora de uma letra depravada), que são uma mistura de Hard Rock 80's com Rock 'n Roll, algo como o Faster Pussycat, só que com uma roupagem moderna. Outras mais melódicas e leves como "Don't Follow Me" (que conta com um tema de guitarra-solo bem legal), e "I'm Your Secret" (uma balada ao estilo da banda, e com um refrão muito marcante).

"Dressed to Kill" por sua vez, tem guitarras totalmente na linha do Backyard Babies, e "I Hate U" mistura partes pesadas com caídas melódicas muito bem sacadas. E isso resume bem o disco, músicas bem sacadas (e sacanas também) sempre mantendo as características descompromissadas do Sleaze, só que com uma magia que remete às bandas mais clássicas.

Sem dúvida, um trabalho que não deve nada para nenhum grande conjunto Sleaze, ainda mais tendo a manha diferenciada de misturar o Glam moderno ao clássico. Só o que faltava para o Bastardz ser colocado no topo da cena Sleaze mundial seria mais um tempo de trabalho pra mostrar que tinham capacidade em manter o bom nível nos trabalhos futuros, e o fator essencial que não depende muito deles, a sorte. Talvez pelas coisas não terem caminhado conforme o esperado tenha feito com que a banda hoje seguisse outro rumo, apesar de que isso não apaga e nem mancha o que eles fizeram em seus dois materiais iniciais.

01. Jungle Outlawz
02. Dressed 2 Kill
03. Gasoline
04. Wasted Generation
05. I Hate U
06. Don't Follow Me
07. 9 MM
08. Get Outta Here
09. Dope Party
10. No Easy Way Out
11. I'm Your Secret
12. Pills

Nat Reed - vocal
Danny Poison - guitarra elétrica e acústica
Thomas Buttcher - guitarra
Midnite - baixo
Mr. Lady - bateria

Todos os baixos gravados por Henrique Baboom
Teclados e piano por Theo Vieira (faixa 6), Fred Jason (faixas 1, 7, 10, 11, 12) e Claudio Guidugli (faixa 11)
Joe Klenner - guitarra solo e vocais adicionais em "Dope Party"
Bianca Tadini - vocais de apoio (faixas 5, 7, 11)

(Links nos comentários - links on the comments)

Dragztripztar


Da esq. para dir.: Danny Poison, Mr. Lady, Nat Reed, Thomas Buttcher e Midnite

12 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?nvrbwcm4tb8su33

Anônimo disse...

Finalmente,encontrei algo deles. Graças a Combos. valew !

Fikdik pra escutar o Kiara Rocks tb

Prof. Mario Ferrari disse...

bela dica, nao conhecia a banda, e bandas nacionais fazem falta....valeu!

Bruno Gonzalez disse...

Leva a mal não, mas eu acho essa banda uma merda.

Valeu!

Dragztripztar disse...

Tranquilo. É o que eu disse, fazem um som que não tem meio-termo, se ama ou odeia.

Pedro disse...

Esse disco é bom, mas mudaram muito o estilo hj em dia pra se encaixar nos padrões da industria atual.
Pra quem é orfão desse tipo de som, ouçam o Pink Dolls, que ainda faz um som com uma proposta sleaze/glam bem legal

Tiago Duarte disse...

"Gostei do "No ass no pass" e vou conferir esse

Anônimo disse...

Sleaze é uma porcaria.

jantchc disse...

sleaze não é minha praia, mas aresenha me convenceu a dar uma chance pros caras..

baixando..

valeu..

Alex disse...

O Pedro disse bem: Pink Dolls. Eles lançaram um ep maravilhoso. Vai aí a dica.

Hairbanger disse...

boa resenha e bom disco. pink dolls realmente é muito bom...

BORS disse...

mas essa banda é uma bosta!