Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

The Beatles - Rubber Soul [1965]

Ao contrário do Maurício, eu sou sim, um fã extremo dos Beatles. Acho que só não sou "beatlemaníaco" porque não vivi a época em que eles estavam na ativa. Mas, se tivesse vivido, teria muita história pra contar, em todo esse tempo.

Falar dos Beatles é fácil e difícil ao mesmo tempo, já que é uma banda que ou se ama, ou se odeia (no caso dos fãs de Rock, a maioria ama), mas, que é incontestável a sua influência e importância para o mundo da música, todos nós sabemos. Não só para o mundo do Rock, mas da música em geral, já que podemos encontrar fãs dos "Fab Four" em praticamente todos os tipos existentes. Mas, o que me surpreende hoje em dia, é a quantidade de jovens que deixam sua música passar despercebida em suas vidas, e eu acho que eles são completamente indispensáveis na formação musical de qualquer um. Nem que seja pra ouvir e dizer "tá, isso é uma merda". (risos)

Depois de 5 discos (clássicos!), a proposta da banda mudou drasticamente, já que, saíram das músicas com temas bobinhos e grudentos, para alguns mais profundos e sérios, e é o início dessa transição que "Rubber Soul" retrata, já que aqui, eles flertam os temas usados anteriormente, com os que viriam a ser usados no futuro. E não apenas as letras amadureceram, mas também todo o instrumental, já que eles passaram a usar instrumentos exóticos para o Rock, coisa que até hoje não se tem o pleno domínio. Há quase 50 anos atrás, eles já souberam encaixar bem isso e fazer músicas geniais, que ultrapassam os limites do coração e tocam a alma.

Lennon e McCartney continuam inspiradíssimos por aqui, pra variar, mostrando que, sem dúvidas, até hoje são a maior dupla de compositores da história do Rock (pelo menos, na minha opinião), e com a influência da música Folk e dos vários instrumentos exóticos já citados, ampliaram de vez suas mentes. Lennon usa muito de filosofia em algumas das letras, como podemos notar em musicões como "Nowhere Man" e "In My Life", enquanto McCartney continua um baladeiro de primeira, como podemos notar na belíssima "Michelle", que já foi regravada por uma caralhada de gente.

As vendas continuaram enormes, e estima-se que em pouco tempo, o álbum tenha vendido 5 milhões de cópias, enquanto o compacto de "Day Tripper" e "We Can Work it Out" passou dos 4 milhões. O disco também marca a expansão da "beatlemania" para o mundo inteiro. Nos Estados Unidos, onde eles não tinham tanta importância (por lá, grupos como os Beach Boys ganhavam a mídia), venderam aproximadamente 1,2 milhão de cópias, apenas nos 9 primeiros dias de lançamento. Tudo isso fez com que "Rubber Soul" tenha ganhado o status de um dos 200 álbuns definitivos, pelo Rock And Roll Hall Of Fame e foi considerado pela crítica especializada como o álbum mais inovador do Rock, naquela época, coisa que viria a ser superada pelo também clássico "Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band", lançado algum tempo depois.

Chegando aos destaques, é impossível deixar de falar de músicas como "Drive My Car", as baladas "Girl" e "Michelle", as filosóficas "Nowhere Man", "In My Life" e "Norwegian Wood" e a viajante "The Word", onde Lennon e McCartney estavam chapadíssimos de maconha.

Enfim, acho que "CLÁSSICO" já acaba muito bem com tudo o que eu disse antes. (risos)


John Lennon - Vocals, rhythm guitar, acoustic guitar, backin' vocals, maracas, cowbell, tambourine
Paul McCartney - Vocals, lead and acoustic guitar, bass, fuzz bass, piano
George Harrison - Lead guitar, acoustic guitar, 12-string electric guitar, lead and backin' vocals
Ringo Starr - Drums, tambourine, backin' vocals, Hammond organ
George Martin - Piano


1. Drive My Car
2. Norwegian Wood (This Birs Has Flown)
3. You Won't See Me
4. Nowhere Man
5. Think For Yourself
6. The Word
7. Michelle
8. What Goes On
9. Girl
10. I'm Looking Through You
11. In My Life
12. Wait
13. If I Needed Someone
14. Run For Your Life

Link nos comentários / link on the comments


Bruno Gonzalez



6 comentários:

Anônimo disse...

http://www.4shared.com/file/y18rQ335/1965_-_Rubber_Soul_-_Bruno_Gon.html

mschyss disse...

Fab Four! Grande crássico.
Rubber Soul é um discao, me faz viajar pra caralho, como tudo dos Bitous. E como voce mesmo disse, até o Dime amava.

Weschap Coverdale disse...

Beatles é sim com certeza a maior banda de todos os tempos! Senão fosse eles, com certeza o rock não teria evoluído tanto! EXCELENTE POST!

Anônimo disse...

oque seria da MUSICA sem o Beatles????
NADA!!!!!!

Anônimo disse...

como pode um Gaystart quere se comparar aos Beatles

ZORREIRO disse...

Alma de borracha... que porra eles queriam dizer com isso?