Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

domingo, 17 de outubro de 2010

Mala Medicina - Mala Medicina [2004]


Assim como o Kefren é o KISS argentino, o Mala Medicina em seu primeiro disco soa exatamente como um Bon Jovi hermano. Tem horas que a gente jura que são Jon e seus comparsas mandando ver um Hard Rock em espanhol. Até mesmo os timbres dos instrumentos, os backing vocals típicos de Richie Sambora, enfim, tudo remete ao grupo de New Jersey. Sobre o nome, então, nem precisa falar de onde veio a inspiração. Só na capa que eles resolveram copiar o Slip of the Tongue, do Whitesnake, pra tentar dar uma disfarçada (risos). Mas, no fim das contas, o que importa é que a estréia dos caras possui alta qualidade e tem tudo para agradar os fãs do estilo.

Destacar uma faixa é tarefa difícil, pois quem gosta de uma vai acabar gostando de todas naturalmente. Mas a dobradinha que abre o disco já deixa o ouvinte conectado com o clima, especialmente “3 Tiros, 2 Muertes y 1 Destino” e sua cara de hit radiofônico oitentista. A suave balada “Puede ser Amor” cairia como uma luva em Keep the Faith ou These Days, enquanto “Querer es Poder” já tem aquela grandiosidade típica, com um solo de guitarra seguindo a melodia de maneira perfeita. Ah sim, e a introdução de bateria lembra aquela mesmo. “Esta Noche es Mi Noche” traz aqueles vocais sobrepostos, no melhor estilo Jon/Richie.



O agito volta a tomar conta na ótima “Agua y Aceite”, com pegada aliada a um tempero Pop irresistível. A última balada do play vem logo na seqüência. “Vuélveme a Creer” tem uma melodia triste e envolvente, conduzida por um piano extremamente bem tocado. Daí pra frente, o Rock toma conta, com “El Rey de los Vagos” e sua letra otimista casando apropriadamente com o ritmo de maneira que a língua espanhola sempre fez muito bem. A Hard “Con El Corazón” traz o refrão mais grudento de todo o álbum, enquanto “La Vida es Así” encerra o trabalho com aquele clima de farra roqueira nas noites de sábado.

Após poucos shows de divulgação, a formação que gravou esse disco se desfez, sobrando apenas o baixista e líder Guillermo Sánchez – que também toca no Rata Blanca, outra das ‘preferidas da casa’ (aliás, parece que todo músico argentino ligado ao Rock já tocou no Rata em algum momento da carreira, risos). Com outros integrantes, o Mala Medicina assumiu nova identidade, adotando uma sonoridade mais próxima ao Hard setentista. Ainda uma excelente banda, mas para quem é chegado em uns clones, a opção mais indicada é realmente a estréia do grupo. Depois não se esqueça de colocar um Bon Jovi pra rodar. Sabe como é, manter o clima.

Gabriel Marian (vocals)
Fernando Cosenza (guitars)
Santiago Bernasconi (guitars)
Javier Retamozo (keyboards)
Guillermo Sánchez (bass)
Paul Naydón (drums)

01. Sin ti no sé Vivir
02. 3 Tiros, 2 Muertes y 1 Destino
03. Puede ser Amor
04. Querer es Poder
05. Esta Noche es mi Noche
06. Agua y Aceite
07. Vuélveme a Creer
08. El Rey de los Vagos
09. Con el Corazón
10. La Vida es Así

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

3 comentários:

Anônimo disse...

Mala Medicina – Mala Medicina [2004]

55 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?zxxlucl2b11gppa

odiaboeopaidometal disse...

Realmente, o Bon Jovi de sai..ooopss, "hermano", ahuhauahuahauha....baixando pra conferir(a idéia do link do clip é ótima pra sabermos o que etamos baixando!)

Lyn disse...

Bon Jovi Made In Paraguay.... =O)