Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

The Ring - Tales from Midgard [2004]


Quando se fala em um grupo que adota a temática de "O Senhor dos Anéis" logo se supõe que a banda utiliza-se de um estilo grandioso, orquestral, cheio de coros, etc. O The Ring, como o próprio nome dá indício, é uma banda que adota essa linha literária, não somente recluso à um trabalho específico, mas como parte de sua concepção total, mesmo eles só possuindo um disco. Apesar de ser formado por músicos conhecidos por trabalharem em bandas de Hard Rock como Talisman, Royal Hunt, The Poodles e Jekyll & Hyde, aqui somente o Heavy Metal é abordado e de forma mais "seca" se comparado aos outros grupos que enveredam por essa temática, o que é muito mais honesto.

A relação entre os integrantes do The Ring começou quando o vocalista e baterista Jakob Samuelsson após ter feito parte do Talisman na época do disco "Genesis" (1993), saiu na sequência para formar o Jekyll & Hyde juntamente com os guitarristas Marcus Jidell e Pontus Norgren, e depois de terem gravados três discos com uma fraca repercussão resolveram rumar pra um projeto ousado. Nesse meio tempo, Norgren que aqui gravou guitarras, baixo e teclado, ainda tocou guitarra no "Truth" do Talisman, e Jidell que nesse trabalho também gravou guitarras, baixo e teclado, saiu logo após essa empreitada para entrar no Royal Hunt, e Samuelsson desde então vem se destacando cada vez mais com o The Poodles.

Apesar do The Ring não apostar em uma sonoridade recheada de elementos épicos postiços, a própria temática automaticamente os leva a incorporar recursos que dêem um tom grandioso, como harmonias de guitarras bem Folk Metal que pode ser notado logo na abertura em "In the Beggining" que conta com temas de guitarras que remetem imediatamente ao Folk Nórdico. O que exemplifica bem o intento da banda: criar um Heavy Metal Tradicional, mas com passagens trazendo uma aura de nostalgia voltada ao mundo fantasioso de Tolkien, e nada mais apropriado do que melodias típicas do Folk europeu.

Em "Tales from Midgard" os refrãos também são atípicos, não sendo aqueles comuns refrãos grudentos marcados por backing vocals na mesma altura da voz principal, mas não deixa de ser empolgante a maneira como a banda elaborou seus refrãos e toda a estrutura musical, com linhas vocais destacadas e um instrumental muito criativo.


A trinca inicial, "In the Beggining", "Gathering Darkness", e "Voices of the Fallen Kings" -que conta com os vocais de Doogie White (Rainbow, Yngwie Malmsteen), define com exatidão a proposta sonora do grupo, e são as melhores músicas do álbum. Que se caracteriza também por músicas longas para o estilo adotado, média de seis minutos e meio, e metade ultrapassando os sete minutos. O que passa despercebido devido à grande criatividade da banda em arranjar sons longos. Outros destaques do disco são: "Unite or Fall" que conta com um trabalho primoroso de guitarras no que concerne à riffs e solos, e com o vocalista Jakob Samuelsson carregando a música mais uma vez com linhas vocais inspiradíssimas; "Into the Wild" que tem um refrão fantástico; e "Halls of Doom" com seus nove minutos, feita com um esmero invejável.

"Tales from Midgard" é um marco de originalidade em pleno ano de 2004, e a banda conseguiu honrar a obra que os inspiraram, o que infelizmente é algo incomum, pois se ridiculariza mais do que se honra esse épico da literatura. Os caras tiveram a astúcia de fazer um Heavy Metal próprio e bem característico, pois apesar dessa temática já ter sido explorada até o "caroço", a maioria das bandas que já abordaram ou abordam tal tema seguem um padrão de composição já estereotipado, com sons velozes e coros exagerados e artificiais. O The Ring é mais cru e mais cadenciado, mas não deixa de soar épico, e sem nunca parecer forçado.

01 - In The Beginning
02 - Gathering Darkness
03 - Voices Of The Fallen Kings
04 - Into The Wild
05 - Unite or Fall
06 - Halls Of Doom
07 - Signs by the Silver Stream
08 - The Chase
09 - Last Battle
10 - The Escape

Jakob Samuelsson - vocal/drums/keyboards
Pontus Norgren - guitar/bass/keyboards
Marcus Jidell - guitar/bass/keyboards

Doogie White - guest vocal on 3

(Links nos comentários - links on the comments)

Dragztripztar

Da esq. para dir.: Marcus Jidell, Jakob Samuelsson, Pontus Norgren

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?owyxh5eszko6cth

Marcos disse...

Opa não conhecia este album, como fã de Tolkien e de Metal vou baixar para dar uma conferida...pela resenha o album deve ser muito bom...

Valeu, abraço.

ZORREIRO disse...

Puta merda.
Ninguém segura a suecada.
Os caras atingiram um nível de excelência fantástico.
Vocal dos Poodles, ainda, matou a pau.
Esse post é uma grande e agradável surpresa.

Gus disse...

caramba, não conhecia essa banda! baixando pra conferir, valeu!

[]'s

jantchc disse...

otima dica..

gosto muito do vocal do jakob, ele é o cara

e os musicops restantes tb são muito bons..

baixando..

GrassHoper disse...

Tô ouvindo esse cd agora e o que eu posso dizer?

Simplesmente incrível, uma das mais belas abordagens musicais À obra-prima do século!!

Como disseram o vocal é fuderoso, e o guitarwork não deixa por menos, realmente um metal que dá gosto de ouvir!!

Grande post!

Eu Mesmo disse...

Essa banda é DO CARALHO!

Eu dificilmente curto uma banda na primeira ouvida, mas essa é simplesmente demais!

Destaque até aqui para o vocal, que lembra muito o Thomas Rettke, do Heavens Gate.

Valeu muito a pena! Valeu pelo post!!!

Paulo José disse...

Baixando e conferindo! Sempre que se mesclam estes dois tópicos: metal e Tolkien sempre sai coisa legal.