Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 9 de outubro de 2010

VAI – Sex & Religion [1993]


Steve Vai nunca foi um cara de fazer aquilo que parecia lógico e previsível. Após sua consagração com o genial Passion and Warfare, que vendeu mais de um milhão de cópias apenas no ano de lançamento – algo quase surreal para um disco instrumental – imaginava-se que o guitarrista estabilizaria sua carreira por esse caminho, ainda mais após David Coverdale ter dado uma parada geral no Whitesnake. Mas eis que ele anuncia a criação de uma banda, que levaria o seu sobrenome. Ao seu lado estariam feras como T.M. Stevens e Terry Bozzio, além do até então desconhecido (e maluco) Devin Townsend, que cuidaria dos vocais.


O mais curioso é que, nas demos que Steve ouviu antes de contratá-lo, Devin tinha como função principal a de guitarista. Mas acabou chamando a atenção por outra habilidade, que nem julgava ser assim tão entusiasmante aos ouvidos alheios. Além do mais, o estilo dos projetos do cara eram bem diferentes em relação à proposta de Vai – basta dar uma conferida no Strapping Young Lad ou qualquer outro trabalho que ele tenha realizado e constatar. Mais uma prova do ouvido diferenciado desse grande virtuose, que conseguiu sacar que tinha chance de adaptar aquelas características a um formato nada semelhante.



Sex & Religion é uma obra um tanto quanto... esquizofrênica, para dizer o mínimo. Não é de fácil assimilação a ouvidos acostumados com músicas simples e diretas. Mas a cada escutada, vai crescendo e se tornando mais apreciável, como se precisasse ser descoberto aos poucos pelo ouvinte. E foi aí que muitos acabaram ficando pelo meio do caminho. Mas era exatamente esse o objetivo inicial, o que fica claro desde a concepção do line-up dos músicos aqui reunidos, cada um com um background bem peculiar. Também é importante lembrar que estamos falando de um discípulo de Frank Zappa, o que não deixa de explicar muita coisa sobre diversidade e experimentações.

Dois singles foram lançados. “In My Dreams With You”, música que Steve compôs em parceria com o grande hitmaker Desmond Child e “Down Deep Into the Pain”, uma das músicas com a letra mais ‘navalha na carne’ da história, uma verdadeira viagem ao lado mais cruel de nossa mente. Também se destacam “Still My Bleeding Heart” com um violão marcando o ritmo e a faixa-título com seus vocais sobrepostos e um riff de primeira. “Touching Tongues” é uma bela instrumental com voz. Sim, isso mesmo! Ouça e entenderá o que quis dizer. A funkeada “Survive” vale pelo grito alucinado desferido por Devin no início. Tô dizendo, ele não é certo. Bom, na verdade eu nem precisava dizer isso, basta ouvir “Pig”, única em que ele contribuiu na composição.


O genial clipe de “In My Dreams With You”, todo filmado de trás pra frente.

Infelizmente, a gravação do disco acabou tendo vários conflitos, especialmente quando Vai se deu conta que não conseguiria fazer aquilo que se propôs, ou seja, trabalhar em grupo. O guitarrista acabou monopolizando demais o processo de criação, assinando dez das treze faixas sozinho. Hoje, sempre que fala sobre essa época, faz questão de assumir a culpa pelo projeto não ter dado certo. Ainda assim, houve uma turnê do VAI, com Steve e Devin juntando-se a músicos contratados que variaram durante a excursão. Download recomendado, mas não esperem por um álbum todo certinho e bonitinho. Como o próprio Steve define, esse play é uma verdadeira metamorfose psicológica.

Steve Vai (guitars, vocals)
Devin Townsend (vocals)
T. M. Stevens (bass)
Terry Bozzio (drums)

01. An Earth Dweller's Return
02. Here & Now
03. In My Dreams With You
04. Still My Bleeding Heart
05. Sex & Religion
06. Dirty Black Hole
07. Touching Tongues
08. State Of Grace
09. Survive
10. Pig
11. The Road To Mt. Calvary
12. Down Deep Into The Pain
13. Rescue Me Or Bury Me

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

10 comentários:

Anônimo disse...

VAI – Sex & Religion [1993]

83 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?f9t989j61b3i4aw

Taliban Sexy Trucker disse...

Caralho, dois singles sensacionais, o primeiro comprou minha audição de cara pela introdução...
Baixando e conferindo...

Leo disse...

vai é fodastico! ja tenho tudo! e recomendo!!!! vlws!

ej disse...

Townseeeeeeeeeend!

dnlz disse...

Animal esse disco , genial e vou te falar esse Towsend é um gênio no vocal, nada convencional e estranhamente genial .
Abra a sua mente , com essa obra de arte!

Henrique disse...

STEVE PARA MIM É UM DOS MELHORES !!DISCO FODÃO!!VALEU

FLEMES disse...

Muito bom disco mesmo... vale a pena

jantchc disse...

lembro q qdo eu vi o clipe do in my dreams eu nem sabia quem era steve vai...

mas eu gostava pra caramba desta musica..

Gustavo Barrancos disse...

Disco fantástico e um dos últimos do Vai que eu fui conferir. A galera mais fã do esquema tradicional dele pode não gostar, mas eu ia curtir se o Vai fizesse mais colaborações desse tipo.

Não interpretei a Down Deep into The Pain como um som cruel, mas como um dos melhores ensaios musicais sobre a dor :)

Absynto disse...

In my dreams with you é classica