Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Bangalore Choir - Cadence [2010]


Esse é o meu “presente de Natal” a toda a equipe da Combe, bem como aos nossos fiéis passageiros, que nos prestigiam diariamente com suas visitas e comentários. Independente da crença de cada um, que saibamos aproveitar o dia de hoje junto daqueles que amamos, pois são esses momentos que valerão para sempre. Felicidades a todos!

De todos os ótimos álbuns que ficaram de fora da minha lista de melhores do ano publicada na gloriosa Van do Halen, nenhum foi tão difícil de excluir como esse. Afinal de contas, quem acompanha o trabalho da Combe, sabe que considero o disco de estréia do Bangalore Choir o melhor play de Hard Rock que poucos conhecem. Portanto, foi emocionante descobrir que eles poderiam fazer algo ao menos perto daquilo tantos anos mais tarde. Mas se ele não ficou no Top 10 final, com certeza foi mais por mérito dos outros que por defeitos próprios. Pois Cadence é de se escutar do início ao fim com um sorriso nos lábios, verdadeira aula de como juntar peso e melodia no ponto certo.

Não se trata de uma segunda parte de On Target, até porque se passaram dezoito anos entre um e outro – e aquele encontrou sua perfeição da maneira como foi feito. Até por isso, é um play com vida própria, mantendo características, mas também explorando outras facetas dos músicos. Mas o grande destaque vai mesmo para David Reece, que surgiu para o mundo graças a seu envolvimento com o Accept. Porém, sempre teve os dois pés fincados no Hard Rock norte-americano. Aqui, mais uma vez ele prova sua competência e classe para cantar o estilo, com um desempenho soberbo do início ao fim, enquanto os outros, apesar de excelentes, acabam sendo meros coadjuvantes.



Após uma intro que pode assustar os mais puristas, “Power Trippin’” abre os trabalhos de maneira vigorosa, com uma pegada fulminante. A coisa melhora ainda mais na viciante “Martyr”, uma das melhores, hit certeiro. Guitarras tipicamente oitentistas marcam o ritmo em “Living Your Dreams Everyday”, som menos agitado e de grande qualidade. “Survival of the Fittest” é outro destaque superior, com sua letra cheia de referências às críticas que Reece teve que superar através dos anos, especialmente por parte da imprensa. E o refrão é daqueles para sair cantando junto. Uma bateria furiosa inicia “Tomorrow”, Hard acelerado com backing vocals muito bem encaixados.

A cadenciada “Heart Attack & Vine” abre espaço para a bonita “Still Have a Song to Sing”, balada com alta carga no aspecto emoção, graças a sua mensagem de esperança no futuro. Seguindo nos quesitos ‘refrão grudento e melodia cativante’, “Dig Deep” conquista o ouvinte desde a primeira escutada, assim como sua sucessora, a excepcional “Never Say Goodbye”. A coisa volta a ficar agitada em “Sweet Temptation”, com bela e simples levada. Para fechar em alto estilo, uma seqüência de músicas mais rápidas, que começa em “High on the Clouds”, passa pela ótima “Spirits Too They Bleed” e desemboca na grudenta “Surrender All Your Love”. Só faltaram os fogos de artifício para encerrar com chave-de-ouro.



Um play que mostra que tudo tem seu tempo certo. Talvez tenha sido necessário esperar tanto por uma nova obra do Bangalore Choir. Ao menos a garantia de satisfação é garantida. Após tanto tempo fora de combate, David Reece mostrou que ainda conserva sua força, sendo capaz de oferecer uma pérola como essa. E eu sigo lamentando eles terem ficado de fora do meu Top 10. Mas ainda assim, trata-se de um disco pra lá de memorável, que vale a conferida!

David Reece (vocals)
Andy Susemihl (guitars)
Curt Mitchell (guitars)
Danny Greenberg (bass)
Hans i'nt Zandt (drums)

01. Wahzoo City
02. Power Trippin’
03. Martyr
04. Living Your Dreams Everyday
05. Survival of the Fittest
06. Tomorrow
07. Heart Attack & Vine
08. Still Have A Song To Sing
09. Dig Deep
10. Never Say Goodbye
11. Sweet Temptation
12. High On The Clouds
13. Spirits Too They Bleed
14. Surrender All Your Love

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

9 comentários:

Anônimo disse...

Bangalore Choir – Cadence [2010]

125 MB
320 kbps

http://www.mediafire.com/?to5xopcxnu35hbk

Carlos Sugawara disse...

valeu demais Jay!

baita som... o OT é um clássico [praticamente o play inteiro!], mas esse aí... já Tô ouvindo e olha...

mandou bem demais!

abç.

Snakke disse...

Não conheço muito o trabalho do bangalore. Mas a resenha me cativou...


baixando e feliz natal a todos da Combosa do Iommi.

Danilo Campos disse...

Conheci o Bangalore através da Combe. Muito obrigado por fazer à tona estes tesouros enterrados e esquecidos. Já tinha catado este na net. É garantido!
Feliz Natal a todos os motoristas!

Marcelo disse...

Eu havia lido que este Cd é bom, mas nem tanto. A resenha aqui me convenceu a baixar. Baixando!

Arnaldão disse...

Merry POSTS for All !!! Valeu !!!

Taliban Sexy Trucker disse...

Pô, valeu demais Jay, presentaço de Natal msm... e eu desejo a todos vcs da Combe um ótimo Natal e tds os blás blás blás de sempre, e agradeço por mais um ano de parceria entre vcs e nós, passageiros, mto obrigado caras...

Anônimo disse...

Banda excelente...Só mesmo a Combi pra nos proporcionar descobertas espetaculares....Long Live.....!!!

RÖMEU 69 disse...

MTO Bom!!!!
Essa banda é foda d+!!!!