Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Contraband - Contraband [1991]



Só pela capa, creio que nem preciso dizer que este post se trata de um supergrupo. Sim, o Contraband foi um projeto audacioso que uniu forças de cinco feras de grupos conhecidos da fase de ouro do hard rock. Na época ao ser anunciado os nomes dos membros, o frisson foi grande, onde todos esperavam um novo clássico do hard rock. Não à toa, pois o line-up apresentava apenas Michael Schenker e Tracii Guns (L.A. Guns) nas guitarras, Richard Black (Shark Island) nos vocais, Share Pedersen (Vixen) no baixo e o Bobby Blotzer (Ratt) nas baquetas.

Tudo começou quando o Michael Schenker substitui o guitarrista Robin Crosby em uma apresentação acústica do Ratt, onde através desta surge uma amizade com Blotzer, que acabou culminando que os dois formassem uma jam band juntos. Paralelo a este fato, a empresa que agenciava a carreira de ambos tinha acabado de montar um selo chamado Impact Records, e queria um grupo que chamasse a atenção e alavancasse as vendas, para que assim essa gravadora tivesse prestígio no mercado.



Com este objetivo, juntam os outros três nomes já acima citados e que também eram seus clientes e lançam na praça o disco de estréia do grupo, nomeado de Contraband. E logo de cara ao olhar os nomes envolvidos, a certeza é grande de que não havia como dar errado. Porém não foi bem assim, nem público e nem crítica aceitaram bem o trabalho na época. Fato que é difícil de entender, pois o que se confirma ao ouvir o referido disco é que este poderia ter merecido mais atenção, mesmo com músicas um tanto simplórias, mas longe de serem ruins.

Richard Black (que já apresentei a quem não conhecia nesse post) para variar canta muito, a dupla Schenker/Guns não decepciona e a cozinha faz um trabalho redondinho. E as canções são muito legais de escutar, sem muita frescura e diretas ao ponto. E para iniciar os trabalhos temos o cover do Mott The Hopple, "All the Way from Memphis", que inclusive foi a música de maior sucesso deste registro e já percebemos o poder de fogo que o grupo tinha, em que Schenker "passeia" pelo braço de sua tradicional Flying V e Black com seu vocal rouco coloca tudo abaixo.



No hall de músicas mais aceleradas podemos destacar ainda as ótimas "Intimate Outrage", "Loud Guitars, Fast Cars and Wild, Wild Livin’", e os covers "Good Rockin’ Tonight" do Montrose, e “Hang on to Yourself", gravada originalmente por David Bowie, onde nenhum membro do grupo deixa algo à desejar e todos se destacam em seus instrumentos. Ainda temos as baladas, todas de excelente qualidade e que farão a festa dos mais românticos.

E a primeira delas é um cover da banda de Black, a linda "Bad for Each Other" e que é uma das melhores músicas do Shark Island, que aqui ganhou a adição de uma segunda guitarra, que não existia na versão original. A power ballad "If This Love" poderia facilmente ter feito sucesso na época, com todo seu potencial radiofônico, grudenta até o osso e onde Black se sobressai e mostra mais uma vez que realmente é um vocalista injustiçado. E para fechar a trinca, temos a emocional "Tonight You’re Mine", que é bastante apropriada para aqueles momentos a dois, bastante intimista e com belos backing vocals em seu refrão.

Apesar de não ter feito sucesso, e cada músico ter voltado a sua banda de origem, com certeza deixaram um registro que merece ser ouvido pelos amantes de um bom hard rock. Falo sem dúvida alguma que a probabilidade de gostar do que é apresentado aqui é gigantesca.




1.All the Way from Memphis
2.Kiss by Kiss
3.Intimate Outrage
4.Bad for Each Other
5.Loud Guitars, Fast Cars and Wild, Wild Livin’
6.Good Rockin’ Tonight
7.If This Is Love
8.Stand
9.Tonight You’re Mine
10.Hang on to Yourself


Richard Black - Vocais
Michael Schenker - Guitarras
Tracii Guns - Guitarras
Share Pedersen - Baixo
Bobby Blotzer - Bateria



By Weschap Coverdale

11 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?3ourepadnwru7qy

Dragztripztar disse...

Nossa, não sabia que o Michael havia chegado ao (low) nível de ter quebrado um galho no Ratt, hahaha...

Schenker e Tracii Guns fodem tudo nesse disco!

Arnaldão disse...

FCK Eckletycous POST !!! THANX !!!

Weschap Coverdale disse...

Dragztripztar, olha umas aí com o Schenker quebrando um galho no Ratt:

http://www.youtube.com/watch?v=deHM9w4vDcE

http://www.youtube.com/watch?v=0BjKpXt9cX8

http://www.youtube.com/watch?v=zhOJhXw6wOU

romulo disse...

eu que curto M.S. nao conhecia esse trablho dele
valeu,

Dragztripztar disse...

Putz, eu to me sentindo envergonhado. Michael Schenker é o meu guitarrista preferido depois de Tony Iommi, e eu nem fazia idéia que ele tinha participado de apresentação acústica com o Ratt, e muito menos imaginava que tinha vídeos disso!

Só adicionando uma informação ao texto que apontou 2 covers; a Good Rockin' Tonight também é cover, do Montrose. E ficou muito foda, é minha faixa preferida desse disco.

Weschap Coverdale disse...

Opa, vlw a informação, corrigindo! Conheço quase nada do Montrose

M disse...

Só os créditos de apresentações dos caras já diz: Caça niquel puro!
Músicas fraquissimas...

Remus Silva disse...

Bela postagem, quando me deparei com ela nem acreditei, resolví ouvir para crer.
Agora Creio!

Cajun Hell disse...

ja conhecia, otimo mesmo!!! \,,/

Cajun Hell disse...

ja conhcecia, otimo mesmo \,,/