Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

domingo, 26 de dezembro de 2010

Dream Evil - Dragon Slayer [2002]


Você com certeza deve ter ao menos um CD em sua coleção com o nome de Fredrik Nordström na parte técnica. Esse produtor e engenheiro de som sueco já assinou trabalhos de gente como Dimmu Borgir, In Flames, Hammerfall, Arch Enemy, Firewind, Soilwork e tantos outros – e produzirá o próximo álbum do Shadowside, como antecipamos na Van do Halen. Mas ele não se limitou a cooperar com o sucesso alheio, lançando também o seu próprio grupo. Para batizá-lo, escolheu o nome de um dos clássicos discos de Ronnie James Dio. Mas a influência não fica por aí, já que o Dream Evil é uma das melhores bandas adeptas do Heavy Metal tradicional que surgiram nos últimos anos.

Para completar o line-up, só talentos mais que dignos. Na outra guitarra, o grego Gus G, que despontava como grande revelação na cena. Mal imaginava ele que hoje estaria com tocando mundo afora com Ozzy Osbourne. Na bateria, Snowy Shaw, então conhecido por sua passagem pelo Mercyful Fate e a banda solo de King Diamond. Atualmente, em uma guinada na carreira, é vocalista do Therion. A porção anônima atendia pelo baixista Peter Stalfors e o vocalista Niklas Isfeldt, que foi descoberto por Fredrik fazendo backing vocals nos discos do Hammerfall. Ambos ainda pouco conhecidos, mas com enorme talento, como comprovaram desde o começo.



Dragon Slayer é o primeiro fruto desse trabalho e pode ser considerado um dos grandes álbuns do estilo lançado nos últimos tempos. É Heavy Metal cru, direto, sem enrolação, guiado pelas guitarras com melodias facilmente decoráveis. Essas características já são facilmente identificáveis desde a faixa de abertura, a fantástica “Chasing the Dragon”, um convite para o ouvinte erguer os punhos e cantar junto. Para não deixar o nível cair, a estupenda “In Flames You Burn”, que começa lenta, mas logo explode em um ritmo alucinante. A cadenciada “Save Us” traz aqueles coros típicos do Rock de arena, lembrando os áureos tempos do Accept, enquanto “Kingdom of the Damned” abre caminho na base dos riffs.

O lado Power Metal se manifesta na empolgante “The Prophecy”, daquelas que se ouve uma vez e nunca mais esquece. Dá até para imaginar ela abrindo um show com direito a explosões e afins. “The Chosen Ones” é outra pérola, com um refrão para ser cantado a plenos pulmões junto com o disco mesmo. A linda balada “Losing You” acalma os ânimos, com orquestrações inexplicáveis e uma levada que conquista até o mais brucutu dos headbangers. Detalhe que essa faixa virou um verdadeiro hit no Japão, com alta execução nas rádios. Isso fez com que o Dream Evil tivesse sua primeira experiência como headliner por lá, já que na Europa foram atração de abertura da turnê do Blind Guardian.



Continuando a saga metálica, “The 7th Day” traz um fenomenal desempenho de Snowy, que esmurra seu kit sem dó nem piedade. A grandiosa “Heavy Metal In the Night” é um daqueles hinos épicos que os fãs tanto gostam, chamando atenção de cara. “H.M.J.” é a simplicidade metálica em forma de música. Pouco mais de dois minutos e meio, andamento acelerado e guitarras em profusão, além de mais um refrão de fácil assimilação. Para encerrar, a melódica “Hail To the King”, que nos faz ter a certeza que havia uma nova estrela de alto quilate surgindo na cena – o que se confirmou com o passar do tempo. Nota dez é pouco! Quem não conhece, não sabe o que está perdendo.

Niklas Isfeldt (vocals)
Fredrik Nordström (guitars, keyboards)
Gus G (guitars)
Peter Stalfors (bass)
Snowy Shaw (drums)

01. Chasing the Dragon
02. In Flames You Burn
03. Save Us
04. Kingdom of the Damned
05. The Prophecy
06. The Chosen Ones
07. Losing You
08. The 7th Day
09. Heavy Metal In the Night
10. H.M.J.
11. Hail To the King
12. Outro

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

6 comentários:

Anônimo disse...

Dream Evil – Dragon Slayer [2002]

60 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?d5bc5m0480kyf61

Dragztripztar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dragztripztar disse...

Discasso! Quando tento escolher o meu favorito do Dream Evil fico entre esse e o The Book of Heavy Metal.

O Niklas é um grande exemplo de que pra cantar Heavy Metal bem não precisa ter um vozeirão. Ele é extremamente limitado, mas canta melhor do que muitos "tenores do Metal" por aí.

E também é lamentável que muita gente vire as costas pro DE pq os caras tem um visual diferente/moderno, como um amigo meu que não gosta da banda pq segundo ele, os caras têm "visual de playboy".

jantchc disse...

visual de playboy??foda hein??

o dream evil é muito bom..

na epoca deste disco e do proximo eram muito fodas, mas os seguintes foram apenas bons..

mas este é o melhor deles disparado..

a balada deste cd é uma das unicas baladas de heavy metal q eu gosto, e olha q eu gosto pra caralho dela..

otimo post..

Jay disse...

Esse seu amigo, obviamente, foi bolinado pelo tio na infância.

caue disse...

Conheci essa trupe com o Book of Heavy Metal por acaso, no meio de uma coletânea de Black/Death q eu curtia na época (quem diria q fosse curtir o som purpurinado q ouço hj!!). Era um apanhado d e bandas e plays num Cd de MP3.
Cara, foi paixão a primeira escutada, nem conhecia nada acerca dos caras, mas precisava de um disco deles. Cheguei na saudosa LD Rock e falei q queria um disco desses manolos, mas nem sabia qual.
O cara me veio com esse debut sensacional..
Não tem faixa ruim, a peteca cai um pouco, mas não há faixa ruim, é Heavão de primeira como há tempos não ouvia.
Ótimo post!