Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Doug Aldrich - Electrovision [1997]


Todo visitante da Combe está familiarizado com o potencial de Doug Aldrich. O guitarrista, que já tocou em bandas do porte de Hurricane, Lion, House of Lords, Bad Moon Rising e Dio, é o atual queridinho de David Coverdale no Whitesnake, tendo sido responsável, ao lado de Reb Beach, pelas guitarras do famigerado Good to Be Bad e do Forevermore, álbum que deve ser lançado no primeiro semestre de 2011.

Quase uma década depois do fim trágico do Lion, Aldrich ocupava seu tempo no Bad Moon Rising, com o também ex-lion Kal Swan. Em 94, já havia lançado seu primeiro álbum como artista solo, o Highcentered. Em 97 gravou o disco que trago nessa postagem, o Electrovision.

Para a equipe, músicos conhecidos da cena hard dos EUA: Matt Kramer (Saigon Kick), Kal Swan (Lion, Bad Moon Rising) e Ron Young (Little Caesar, Manic Eden) para os vocais, Rob Harrington (David Mead, Richie Kotzen) para o baixo, Chris Frazier (Steve Vai, Edgar Winter e uma curta passagem no Whitesnake) para a bateria, Dizzy Reed (Guns N' Roses) para os teclados e Richard Dodd (músico de diversos programas de televisão norte-americanos) para o violoncelo em algumas faixas.

E esse time poderoso serve para acompanhar Doug Aldrich em sua demonstração interminável de habilidade e pegada. Dotado de um estilo poderoso que combina influência vintage e virtuosismo, o músico ensina como fazer um disco de guitarrista que não seja maçante. Três faixas com vocais estão espalhadas no set: "Trash 'n' Fascination", "Her Kingdom" e "Sky Blue and Black" são alguns dos melhores momentos. Mas as faixas instrumentais são inacreditáveis, passando por momentos de empolgação hard, como em "Super Fly Sumo", "Midnight Sun" e "Three Minutes", ecos jazz em "Flav O Fraz", pegada blues em "Wes Coast" e até música clássica em "Goodbye Kat Gun".



Electrovision, como costuma acontecer com discos de tendência instrumental, acabou sendo uma pérola underground da carreira de Doug Aldrich. De qualquer forma, é um play sensacional, imperdível para quem adimira esse guitarrista mais do que fantástico, ou mesmo quem gosta de ouvir o famoso instrumento de seis cordas tocado com maestria.

01. Super Fly Sumo
02. Trash 'n' Fascination
03. Midnight Sun
04. Flav O Frazz
05. Plazma
06. Her Kingdom
07. Three Minutes
08. Wes Coast
09. Mind Punk
10. Sky Blue and Black
11. Goodbye Kat Gun

Doug Aldrich - guitarras
Matt Kramer - vocais
Kal Swan - vocais
Ron Young - vocais
Rob Harrington - baixo
Chris Frazier - bateria, percussão
Dizzy Reed - teclados
Richard Dodd - violoncelo

LINKS NOS COMENTÁRIOS
LINKS ON THE COMMENTS



7 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?8p8can9ct8kmsmi

Bruno Coqueiro disse...

Cd bom do cara***. Adoro o trabalho de Aldrich.
Valeu mais uma vez Combe!!!

Anônimo disse...

Ótimo disco de um dos melhores guitarristas da geração, valeu pelo petardo!!

Anônimo disse...

legal!!

Anônimo disse...

Esse é bão!!...muito bão!

Anônimo disse...

Um dos meus guitarristas preferidos, valeu!!!!!

Gabriel Cabral Bezerra disse...

Muito bom esses discos que são complicados pra caralho de se achar e pérolas raras. Obrigado ao pessoal da combe.