Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 19 de fevereiro de 2011

House Of Lords - House Of Lords [1988]


AVISO: ESSE POST CONTÉM JSS (NOS BACKING VOCALS)

O fim do Giuffria está diretamente relacionado com o nascimento do House Of Lords. As composições para o terceiro álbum do Giuffria estavam em andamento quando a MCA Records decidiu romper com o contrato. O líder do projeto, Gregg Giuffria, apresentou algumas demos para seu amigo de longa data, Gene Simmons, que começava com seu selo, $immon$ Records, topou assinar com o grupo, mas com uma condição: o vocalista David Glen Eisley deveria ser substituído.

O nome de James Christian foi recomendado por seu amigo e baixista Chuck Wright, que havia saído da banda para entrar para o Quiet Riot mas já voltou. Christian topou, o contrato foi assinado e o House Of Lords estava formado. Além de Gregg, James e Chuck, a formação contava com Lanny Cordola (Giuffria) na guitarra e Ken Mary (Alice Cooper, Fifth Angel) na bateria.

O debut, auto-intitulado, viu a luz do dia no fim de 1988, agora pela $immon$ Records, subsidiária da RCA. De todo esse rolo, saiu um dos discos mais poderosos de toda a história do Hard Rock melódico. Diferente da antiga banda, o House Of Lords tinha peso e consistência. Era melódico sem apelações ou breguices.

Da esquerda pra direita: Gregg Giuffria, Lanny Cordola,
James Christian, Ken Mary, Chuck Wright

A genialidade de Gregg Giuffria é um dos destaques em todo o play. Além de coordenar grande parte das composições, o cara conseguiu se domar e construir suas camas de teclados sem comprometer o já citado peso. James Christian não faz feio e mostra porque o Demon preferiu seus vocais: tem um bom alcance e um vocal de muita identidade. O resto da banda exalou competência e habilidade e se destaca em vários momentos.

Infelizmente, desde a própria estreia, o House Of Lords permaneceu como uma banda pra lá de "lado B". Talvez pela falta de um single de verdadeiro impacto ou por uma boa divulgação, o máximo que o conjunto conquistou foi uma 78ª posição nas paradas norte-americanas, apesar das boas críticas, e uma turnê com o Cheap Trick e o Scorpions. O single de "I Wanna Be Loved" chegou ao 58° lugar dos charts da Billboard, mas ainda assim as vendas foram mornas.

Estão entre os destaques a imponente "Pleasure Palace", as baladas "I Wanna Be Loved" e "Under Blue Skies" e as pauladas "Lookin' For Strange" e "Slip Of The Tongue". Confira já um dos maiores clássicos do Hard Rock melódico!

01. Pleasure Palace
02. I Wanna Be Loved
03. Edge Of Your Life
04. Lookin' For Strange
05. Love Don't Lie
06. Slip Of The Tongue
07. Hearts Of The World
08. Under Blue Skies
09. Call My Name
10. Jealous Heart

James Christian - vocal
Lanny Cordola - guitarra, violão
Chuck Wright - baixo, backing vocals
Ken Mary - bateria, percussão
Gregg Giuffria - teclados, piano

Músico adicional:
Jeff Scott Soto - backing vocals

(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver

3 comentários:

Anônimo disse...

House Of Lords [1988]

Link:
http://www.mediafire.com/?qo2q35a54ld00bb

Dragztripztar disse...

Clássico! E "Edge Of Your Life" é uma das melhores músicas que já escutei vindo de banda Hard dos anos 80.

vladimir disse...

Porra conheci esse blog num exame medico admissional nem me lembro o nome do medico mas mas voce doutor me deu a receita certa valeu puta blog!!!