Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Kiske/Somerville - Kiske/Somerville [2010]


As declarações recentes indicam que Michael Kiske está bem mais à vontade com o mundo do Rock pesado. As apresentações com o Unisonic e o reencontro com os fãs o reaproximaram de um sentimento positivo em relação ao que o incomodava nas últimas décadas. Sendo assim, aqui está o cidadão e sua mais que fantástica voz em uma nova empreitada. A novidade fica pela adição de uma companheira, a norte-americana Amanda Somerville (Aina, Avantasia, entre outros). As composições do primeiro álbum ficaram por conta de Mat Sinner (Primal Fear, Sinner), Magnus Karlsson (Primal Fear, Starbreaker, Allen/Lande) e Sander Gommans (After Forever).

O estilo adotado no trabalho mescla o Hard e o Heavy, com bastante ênfase nas melodias. O Place Vendome, de Kiske, pode ser um bom parâmetro inicial, embora aqui tenhamos uma dramaticidade maior, realçada pelos duetos. A coisa já começa bem interessante com “Nothing Left to Say”, som com levada mais puxada para o Metal e que poderia ter saído no Pink Bubbles Go Ape, ou até mesmo ter sido uma das passagens mais comerciais dos Keepers. Na seqüência, o primeiro single, “Silence”, em versão maior que a usada para promoção. Passagens orquestradas ressaltam a grandiosidade, com a dupla em uma de suas melhores performances de todo o disco. “If I Had a Wish”, segunda música de trabalho, é um Happy Happy Helloween misturado com Masterplan do primeiro album que vai fazer a alegria dos saudosistas.



Os riffs mais pesados surgem na abertura de “Arise”, que alterna com momentos mais calmos, criando um clima bem agradável aos ouvidos. Um dos momentos mais brilhantes acontece na cadenciada “End Of The Road”. Envolvente e com um refrão simplesmente fantástico, tem tudo para figurar entre as preferidas da galera. Sua complexidade chega a lembrar o Savatage da fase Edge Of Thorns. O Melodic Rock aparece em “Don’t Walk Away”, canção de fácil assimilação, com grande potencial para hit em épocas mais favoráveis ao estilo. “A Thousand Suns” é uma mid-tempo que, confesso, não me chamou tanto a atenção, exceto por uma passagem de violão lá pelo meio extremamente bonita – sempre gosto desse tipo de coisa.

Certa atmosfera com um quê de gótico dita o ritmo de “Rain”. Não que tenha ficado esquisito, apenas uma curiosidade, tendo em conta o background dos envolvidos. A baladinha dramática “One Night Burning” é pontuada por um belo piano. Bacana, mas nada demais. “Devil In Her Heart” lembra um pouco as bandas atuais do Scandi-AOR, estilo abraçado pela Frontiers nos últimos anos. O tracklist normal é encerrado com “Second Chance”, aquela que possui influências Pop mais acentuadas. O clima mais sereno ficou excelente na combinação de vozes. Ainda tem a bônus “Set A Fire”, para encerrar de vez. E aí, parece que o Zakk Wylde apareceu para fazer uma participação especial no riff de abertura. A mais Heavy atual de todas. Talvez, até por isso, tenha ficado de fora da versão regular, pois soaria um pouco deslocada no contexto.



Trabalho muito bom, com uma fórmula que, se não é mais tão original como em outras épocas, ainda pode render bons frutos. Penso que a primeira parte é bem superior, embora a metade final tenha seu valor também. Até aqui o trabalho de Michael que mais se aproximou do que o vocalista fazia em sua época áurea, embora ainda com certa distância. Até porque, sejamos sinceros, se fosse para voltar a fazer o que fazia em 1987, ele saberia como e anda ganhando bem mais. Aguardemos agora o Unisonic, próxima empreitada de Kiske a lançar seu play. Até lá, esse aqui preenche bem o tempo de espera.

Michael Kiske (vocals)
Amanda Somerville (vocals)
Magnus Karlsson (guitars, keyboards)
Mat Sinner (bass)
Jimmy Kresic (keyboards)
Martin Schmidt (drums)

Special Guest
Sander Gommans (guitars)

01. Nothing Left To Say
02. Silence
03. If I Had A Wish
04. Arise
05. End of the Road
06. Don’t Walk Away
07. A Thousand Suns
08. Rain
09. One Night Burning
10. Devil In Her Heart
11. Second Chance
12. Set A Fire (Bonus Track)

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

5 comentários:

Anônimo disse...

Kiske/Somerville – Kiske/Somerville [2010]

105 MB
256 kbps

http://www.mediafire.com/?s3g8451dmxrg6ho

Anônimo disse...

Michael Kiske tem que cantar músicas feitas ou por Kai Hansen ou por Michael Weikath. Nada de Dennis Ward e suas produções polidas e AOR demais. É tudo muito meloso e plastificado, cade as guitarras sujas? o bumbo duplo?
Kiske, vá tocar metal!

Silver disse...

Apesar de ser um gênero diferente (ainda não metal), é um bom recomeço para Kiske, que ficou desligado do estilo por anos. Além do mais, o disco ficou bom sim.

jantchc disse...

este cd ficou muito bom

o cara canta muito

a amanda tb dá um show

gostei mesmo

melhor q o allen-lande

Diogo disse...

Gostei muito do disco, vlw.