Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 12 de março de 2011

Tesla - The Great Radio Controversy [1989]


Já postei algumas bandas que apesar de serem rotuladas como bandas glam dos anos 80, estavam muito longe dessa característica em seu som, e a que cito com mais louvor dessas com certeza é o Tesla. Além de não terem surgido na Sunset Strip, pois eram de Sacramento, seu som com elementos de blues, southern e tudo mais que remetesse ao classic rock se mostrava muito mais complexo do que a maioria dos grupos surgidos nos anos 80 apresentava a seu público.

Sem falar que os mesmos eram uma banda muito mais técnica que a grande maioria surgida naquele momento.Além de serem músicos excelentes, uma coisa muito difícil na carreira do Tesla foi terem lançado um disco que desagradasse, pois todos possuem uma qualidade impressionante. E o que mais me assustou foi este disco que hoje postarei não ter aparecido antes na Combe, pois é um dos grandes clássicos da carreira do grupo e que consolidou de vez a carreira deles. E o sucesso deste foi impulsionado pela canção "Love Song" que conseguiu alcançar o top 10, e que junto à massiva divulgação de seu clipe na MTV chamou a atenção do público para o grupo.


E a banda tem uma performance excelente e consegue realmente mesclar o seu som com as influências mais clássicas de maneira perfeita. Jeff Keith com seu vocal rouco que difere muito de todos os vocalistas que surgiram na época pode soar estranho no começo, mas com o passar do tempo sua voz se torna agradável e se mostra perfeita para a proposta do grupo. A cozinha Wheat e Luccketa mostra uma competência elogiável e segura muito bem as pontas. Mas quem realmente impressiona é a dupla Skeoch e Hannon, com riffs e solos trabalhados e que facilmente era uma das melhores duplas surgidas naquela época.

E como já citado acima, espere bastante blues e southern carregado nas melodias do grupo, tudo na medida certa para que sons memoráveis aparecessem por aqui. O disco inicia cadenciado, com duas músicas que certamente puxaram mais para o blues, mas que nem o fato de terem o andamento mais bluseiro fazem de "Hang Tough" e "Lady Luck" duas canções sem energia, pelo contrário, principalmente o refrão da segunda, que é deveras empolgante. "Heaven's Trail" flerta com o country de maneira perfeita e foi um dos singles que tocaram bastante deste. "Be A Man" mantém este flerte de maneira muito legal e foi feita para tocar em bares de beira de estrada. "Lazy Days, Crazy Nights", "Yesterdaze Gone" e "Makin' Magic" mantém o nível de excelência, todas composições de alto nível e que atestam que a banda realmente estava um patamar acima das outras da época.



Agora as três baladas que este apresenta são apenas inesquecíveis, e mostram uma banda que realmente merece ser ouvida com todo o respeito e admiração possível. Talvez a menos empolgante das três seja "The Way It Is", o que não é demérito algum, pois se trata de uma grande canção, com destaque para o desempenho de Keith. Agora as próximas duas são Power ballads com p maiúsculo mesmo. A introdução angelical ao violão de "Love Song" nos prepara para uma grande canção, talvez uma das mais belas surgidas nessa época, em um trabalho no nível do perfeito apresentado pelo grupo. Tanto que esta acabou por dominar as rádios americanas da época e se tornou um dos grandes sucessos do grupo. "Paradise" é tão maravilhosa quanto, uma balada épica e com um final apoteótico, com destaque para a dupla de guitarristas que incendeiam tudo no final da canção.

Se você é daqueles que acha que o hard dos anos 80 foi feito apenas de laquê e purpurina, músicas que falavam em festas e mulheres, esta é uma grande prova de que você estava completamente enganado. Um grande disco de hard e que fará a festa daqueles chegados no que foi feito nesse estilo durante os anos 70, em que era carregado de influências do blues.




1.Hang Tough
2.Lady Luck
3.Heaven's Trail (No Way Out)
4.Be a Man
5.Lazy Days, Crazy Nights
6.Did It for the Money
7.Yesterdaze Gone
8.Makin' Magic
9.The Way It Is
10.Flight to Nowhere
11.Love Song
12.Paradise
13.Party's Over

Jeff Keith – Vocais
Tommy Skeoch – Guitarra
Frank Hannon – Guitarra, Piano, Órgão
Brian Wheat – Baixo
Troy Luccketta – Bateria


By Weschap Coverdale

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?wqk8gn25zlxkwrz

Silver disse...

Adoro Tesla. Pela qualidade que apresentavam em seus primeiros discos, deveriam ser um dos standards do Hard Rock oitentista. Os três primeiros, junto do acústico, são maravilhosos.

Eduardo Paiva disse...

Uma das minhas bandas favoritas! Baixando!

Anônimo disse...

hard rock 80`s foi uma grande época que gerou as maiores bandas! é referência obrigatória pra quem toca rock n´ roll.

Anônimo disse...

Valeu pelo post!!!

Anônimo disse...

Depois do primeirão, deu uma caida.

Anônimo disse...

Uma ótima referência musical dos anos 80/90. Fez parte de um momento especial no meu universo roqueiro, quando eu comprava os LPs e gravava fitas K7 para ouvir no meu Walkman guerreiro, em minhas viagens por várias cidades. Era um ritual sagrado comprar LPs na Galeria do Rock (bons tempos, hoje infelizmente o lugar é dominado por emos, indies, fashions, clubbers... ridículos!) e comprar uma caixa de fitas de 60 minutos (30 minutos de cada lado), muitas vezes sobrava espaço nas fitas, e eu gravava outras músicas de outras bandas para completar.
Hoje, com o MP3, não tem esse trabalhão que valia a pena ter, embora seja mais interessante do que gastar as pilhas rebobinando, adiantando ou retrocedendo a fita.
Bom, disse isso tudo porque Tesla, Badlands, Mr.Big, Ratt, Dokken, Warlock, e trocentas outras bandas faziam parte do repertório dessas fitas. E Tesla tinha essa levada diferente, pesada e ao mesmo tempo acessível.

Muito bom! Boas lembranças à tona!
Baladas que ouvi, namoradas que fiz, viagens que realizei, shows que curti... a vida é bela!

Abraços Rocker!

Taliban Sexy Trucker disse...

porra, essa banda é simplesmente foda, e como disse o Silver era pra ser um standart, mas não só eles, mas mtas outras não foram tão reconhecidas, mas o Tesla é um pouco pior pq os caras "criaram" o formato acústico, mas ainda sim, uma ótima banda...