Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 8 de março de 2011

Lee Aaron - Bodyrock [1989]


Embora, para mim, todo dia seja o Dia Internacional da Mulher, não poderia deixar de fazer uma homenagem às nossas queridas passageiras nessa data tão especial. Com o passar dos tempos, sempre foi bacana notar a forte presença feminina no blog, reafirmada através de várias citações em redes sociais, que sempre nos alegra muito – assim como nas caixas de comentários daqui. Sendo assim, resolvi escolher um álbum que representasse algo especial em relação às damas que deixaram sua marca nesse mundo roqueiro.

E das moças que sempre admirei no cenário musical, sem dúvida a canadense Lee Aaron tem lugar cativo, tanto no profissional como no pessoal, já diria aquele apresentador (risos). Afinal de contas, foi uma das primeiras que tive oportunidade de conferir, junto com a eterna musa alemã Doro Pesch. Após um começo variando entre o Hard e o Heavy, Karen Lynn Greening se estabeleceu de vez na primeira opção em seu quinto disco. Bodyrock reúne todas as qualidades e clichês que se espera de um álbum do gênero. O destaque principal, obviamente, vai para a poderosa voz de Lee, uma das melhores já surgidas no estilo.



Duas faixas emplacaram: as excelentes “Hand On” e “Whatcha Do To My Body”. Essa última é o maior sucesso comercial da carreira de Lee, tendo permanecido no setilist de suas apresentações até quando a cantora se aventurou pelo Jazz. Outros destaques vão para a melódica “Yesterday” e a agitada “Gotta Thing For You”, perfeita para uma típica Rock party. O Montrose é relembrado em uma correta versão para o hino “Rock Candy”. Já “Tough Girls Don’t Cry” e “Rock the Hard Way” dão uma amostra de como a cena oitentista podia soar renovada com uma garota nos vocais. Para encerrar de forma suave, a bonita “How Deep”, com alguns efeitos que podem assustar o mais conservador, mas prevalece o bom gosto.

Bodyrock recebeu dois troféus no Juno Awards, premiação mais importante da música canadense. Foi escolhido melhor álbum de Rock e faturou a estatueta mais importante da noite, a de álbum do ano. O clipe de “Hands On” também marcou presença, vencendo na categoria de melhor vídeo. Após uma série de mudanças, Lee Aaron parece estar retornando às boas, fazendo shows e participando de vários festivais mundo afora, como o Sweden Rock Festival desse ano, para o qual já está confirmada. Os fãs agradecem. Um belo disco e minha homenagem às moças que fazem o Rock rolar, ou seja, todas vocês que nos prestigiam. Parabéns!



Lee Aaron (vocals)
John Albani (guitars)
Scott Humphrey (bass, drums)

01. Nasty Boyz
02. Yesterday
03. Gotta Thing for You
04. Rock Candy
05. Tough Girls Don't Cry
06. Sweet Talk
07. Rock the Hard Way
08. Shame
09. Whatcha Do to My Body
10. Hands On
11. Rebel Angel
12. How Deep

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

5 comentários:

Anônimo disse...

Lee Aaron – Bodyrock [1989]

65 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?1lq4t7i9b9g7w45

Anônimo disse...

Boa postagem, gosto da Lee Aaron!

E aproveitando: Feliz Dia Internacional da Mulher!

Abraços Rocker!

E Beijos Rocker para as mulheres!

Anônimo disse...

bom de mais *-*

Anônimo disse...

Que sonzeira rapaziada

`Pacheco´ disse...

baixando
nunca ouvi Lee Aaron
mas jah me flaram e mto bem dela
lets conferir
obrigado por mais esse post
bom trabalho galera da combe =J