Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Dire Straits - Making Movies [1980]


Apesar da maior popularidade facilmente notável de Brothers In Arms, além do significado indiscutível do primeiro trabalho, devo dizer que Making Movies é meu preferido do Dire Straits. Foi no terceiro álbum de estúdio que Mark Knopfler atingiu sua maturidade como compositor, registrando músicas mais longas sem perder a manha de fazer algo extremamente grudento – no bom sentido musical da expressão. A execução continuava primorosa. Mas a capacidade de envolver o ouvinte no clima da canção alcançava um patamar diferenciado.

De cara, a dobradinha que abre o play é de tirar o fôlego. “Tunnel Of Love”, com seus oito minutos, é um rockão de primeira linha, com uma atmosfera toda particular e performance soberba de todos os envolvidos. Já “Romeo and Juliet” é simplesmente uma das baladas mais bonitas de todos os tempos, capaz de fazer o coração bater mais forte e os olhos marejarem. E o melhor, sem virar uma melação completa, valorizando o aspecto criativo. O começo de “Skateaway” pode assustar os mais conservadores. Mas a qualidade vence o ceticismo e logo a melodia conquista. É dela que sai a expressão que deu nome ao play, o que lhe dá uma significância especial.



Hora de o Rock retomar a linha de frente na vibrante “Expresso Love”, faixa que remete em alguns momentos ao hino “Sultans Of Swing”, sem perder sua identidade própria. E o que Mark faz com sua guitarra nessa música não é brincadeira. Tome mais balada na linda “Hand In Hand”, com seu arranjo acústico. “Solid Rock” surge como um som de garagem dos bons tempos, com estilo bem largado, pronto para agitar qualquer fã em busca de um clima festeiro. Simples e direta. Para fechar, “Les Boys” é quase uma brincadeira, com sua levada em ritmo marcado e, de certo modo, bobinho. Mas ainda assim, um momento digno de nota.

Ainda sem conquistar o mercado norte-americano, Making Movies alcançou números pra lá de expressivos na Europa, vendendo mais de 4 milhões de cópias apenas no ano de lançamento. Para se ter uma idéia, o disco permaneceu por nada menos que 252 semanas (sim, quase cinco anos seguidos!) nas paradas do Reino Unido. Já em países como Itália e Noruega, foi número um absoluto, consagrando a banda como um grande fenômeno comercial no velho continente. Nada mais justo, afinal de contas, é um clássico acima de qualquer suspeita. Quem não tem, deve baixar sem hesitar!



Mark Knopfler (guitars, vocals)
John Illsley (bass)
Pick Withers (drums)

Special Guest
Roy Bittan (keyboards)

01. Tunnel Of Love
02. Romeo and Juliet
03. Skateaway
04. Expresso Love
05. Hand In Hand
06. Solid Rock
07. Les Boys

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

7 comentários:

Anônimo disse...

Dire Straits – Making Movies [1980]

90 MB
320 kbps

http://www.mediafire.com/?sc67w27v1thv7nz

Ricardo Brovin disse...

Cccccrrrrráááááááááásssssssiiiiiiccccoooooo!!!!!parabéns pelo post...

Fábio Lúcio Meira disse...

Grande álbum.

Anônimo disse...

Grande post!
Valeu!

Anônimo disse...

Melhor banda da história.

Anônimo disse...

esse blog é um paraíso do rock !!!

Anônimo disse...

Never give up music