Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Kerry Livgren - Seeds Of Change [1980]


Kerry Livgren ainda era integrante do Kansas – sairia três anos mais tarde – quando lançou Seeds Of Change, seu primeiro álbum solo. Aliás, mostrando que o clima era bom com os colegas, três integrantes da banda apareceram nas gravações: Steve Walsh, Phil Ehart e Robby Steinhardt. Além disso, outros grandes músicos fizeram aparições, como David Pack (Ambrosia) e Barriemore Barlow (Jethro Tull), mostrando uma escalação eclética que influenciaria diretamente na sonoridade do álbum, agregando elementos de diversas vertentes do Rock.

Mas a mais festejada aparição é a de Ronnie James Dio, que canta nas faixas “Mask Of The Great Deceiver” e “To Live For The King”. Quer dizer, isso agora, pois à época a polêmica tomou conta. Fãs de Kerry, cristão convicto, não concordaram com a inclusão de um cantor adepto de temas místicos, fantasiosos e, por vezes, demoníacos, rótulo que já o acompanhava e se tornaria ainda maior aquele ano, quando assumiria o microfone do Black Sabbath. Sabiamente, ambos não deram bola e cada um fez a sua parte. Anos mais tarde, Ronnie declarou que não pensou em moralismos na hora de cantar e que adoraria trabalhar novamente com Livgren em outra oportunidade.



Outro destaque vai para a abertura com a ótima “Just One Way” e sua intro com cara de abertura de telejornal matinal. “How Can You Live?” traz Steve Walsh dando aquele clima tipicamente Kansas em uma ótima composição, cara de hit total. Certo clima sulistas comparece em “Whiskey Seed”, sensação aumentada com a presença de Mylon LeFevre, figurinha carimbada do gênero em dueto com Kerry. Fechando o play, “Ground Zero”, a mais longa de todas, contando com a participação de Phil e Robby em mais um momento magnífico.

Para não atrapalhar a promoção de Audio-Visions, álbum que seria lançado pelo Kansas logo a seguir, a tiragem inicial de Seeds Of Change foi limitada a dez mil cópias. Mas a procura foi tão grande que mais uma leva de cem mil unidades foi providenciada. Em 1996, o play foi relançado com uma entrevista de bônus. Bela amostra de talento do fundador de uma instituição norte-americana da boa música. Vale a conferida!

Kerry Livgren (guitars, bass, keyboards, synthesizers)
Paul Goddard, Gary Gilbert (bass)
Barriemore Barlow, John Thompson, Phil Ehart (drums)

Entre parênteses os vocalistas

01. Just One Way (Jeff Pollard)
02. Mask Of The Great Deceiver (Ronnie James Dio)
03. How Can You Live? (Steve Walsh)
04. Whiskey Seed (Kerry Livgren & Mylon DeFreve)
05. To Live For The King (Ronnie James Dio)
06. Down To The Core (Davy Moire)
07. Ground Zero (David Pack)

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

11 comentários:

Anônimo disse...

Kerry Livgren – Seeds Of Change [1980]

47 MB
160 kbps

http://www.mediafire.com/?2ian5884o77euia

Anônimo disse...

muito legal! obrigado pelo post!

jantchc disse...

não conhecia esta participação do dio..

deve valer só pela aparição do mestre..

Fran disse...

Faço das palavras de Jantch as minhas. Baixando pra conferir. Valeu!

Anônimo disse...

Muito legal. Dio arrasa!

Anônimo disse...

Belo post, vale mais a pena pelos vocais maravilhosos do fodastico "DIO", e pelos solos de guitarra que tbm agradam, parabens.

Celiors disse...

Realmente um belo disco, do qual sou um feliz proprietário de um exemplar em vinyl das dez mil cópias lançadas na época.

ped aLEro disse...

excelente texto e blog, meu caro!

ja conhecia essa musica cantada pelo dio, que eu acho sensacional!
the mask tem um ar de mofo e bolor e cavernas magicas e escuras iluminadas por tochas, que eu acho do cacete!
muito obrigado por mostrar a fonte de onde surgiu.

Anônimo disse...

Não conhecia esse trampo e vou dar uma conferida com certeza. So a presença de Dio ja vale o esforço.

Felipe disse...

Preciso muito ouvir esse álbum.
Curto Kansas pra caralho!

Felipe disse...

Preciso ouvir esse álbum.
Curto Kansas pra caralho!