Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Baton Rouge - Shake Your Soul [1990]


Injustiçado. Este é o melhor termo para utilizar para o grande Kelly Keeling, que possui uma das vozes mais soberbas que tive oportunidade de escutar. Mesmo tendo alguns ótimos registros, ele nunca conseguiu o merecido sucesso ou reconhecimento merecido, sendo na maioria das vezes conhecidos apenas por aqueles que realmente são inveterados pelo hard oitentista. E um dos seus grandes trabalhos foi à frente do Baton Rouge, com qual lançou dois discos que se tivessem sido lançados de 1986 até 1988 poderiam ter tido mais atenção.

A banda começou formada com por Lance Bulen nos vocais, Kelly Keeling nas guitarras e teclado, o baixista Harrison Keith e o baterista Harold Knappenburger com o nome de Voices, que depois mudou para Cheetah. Procurando oportunidades, a banda se muda para Los Angeles e ocorre algumas mudanças de formação que foram essenciais para o grupo, como a troca de vocalista que passaria para Keeling e adição de três novos membros, o baixista Bryan Scott, o baterista Corky McClellan e o tecladista David Cremin, que seria a formação que assinaria o contrato com a MCA Records para o lançamento de seu primeiro disco.


O debut "Shake Your Soul" foi lançado em 1990 e não chamou tanta atenção, atingindo apenas o 160º lugar na parada da Billboard, em uma época em que a atenção da mídia ao estilo já começava a decair drasticamente. Mas quem perdeu foi quem não deu atenção a este, pois aqui temos uma autentica pérola 90's. Vocalizações perfeitas, trabalhos de guitarra ganchudos, melodias acessíveis mesmo em que alguns momentos tenha aquele toque meio melancólico, e um vocalista estupendo, que destrói tudo com seus vocais.

E para iniciar os trabalhos tome a pedrada "Doctor" que já inicia com um vocal rasgado de Keeling e um trabalho perfeito de todo o grupo, principalmente no envolvente refrão que é deveras matador, com uma vocalizações que beiram a perfeição e fazem a cabeça do ouvinte logo na primeira audição. "Walks Like A Woman" mantém o nível altíssimo, sendo um hard sacana com a clara influência do Aerosmith, que são mestres em criar canções com esse clima. E tome mais refrão impecável em "Big Trouble", em que as vocalizações se sobressaem novamente, o que se repete na ótima "Bad Time Comin' Down". O hardão com jeito sacana reaparece novamente com força em "Baby's So Cool" e que se reforça em sua letra em homenagem a uma mulher quente (rs).



Mas as baladas aqui como não poderia deixar de ser, e aqui temos duas power ballads de respeito, com um senso melódico extraordinário e que estão entre as minhas prediletas. "It's About Time" começa como quem não quer nada, mas ganha uma força descomunal durante sua execução, com uma interpretação impecável de Keeling, que faz desta um dos pontos altos deste disco. A triste "There Was A Time (The Storm)" é de uma beleza singular, mais uma vez carregada de emoção e outro refrão ótimo, o que comprova que essa era uma especialidade do grupo e que acerta a mão novamente. "Hot Blood Movin'" e "Spread Like A Fire" finalizam esta pepita de maneira perfeita e satisfaz aqueles que curtem hard rock sem muita frescura.

Um baita disco, que com certeza vai cativar quem gosta de hard oitentista e que vai permanecer alguns dias em sua playlist, devido a sua qualidade indiscutível. Mais um exemplo de que se garimpar bem, com certeza você acha grandes discos que não ficaram acessíveis ao grande público. E por este você irá conhecer outro grande vocalista, se já não o conhecer através do Blue Murder, King Kobra, MSG e outras bandas em que ele deixou sua marca. Recomendado.




1.Doctor
2.Walks Like A Woman
3.Big Trouble
4.It's About Time
5.Bad Time Comin' Down
6.The Midge (Instrumental)
7.Baby's So Cool
8.Young Hearts
9.Melenie
10.There Was A Time (The Storm)
11.Hot Blood Movin'
12.Spread Like Fire

Kelly Keeling - Vocais, Guitarra
Lance Bulen - Guitarra, Backing Vocals
Scott Bender - Baixo, Backing Vocals
Corky McClellan - Bateria, Percussão, Backing Vocals
David Cremin - Teclados, Guitarra and Backing Vocals

Músicos Adicionais:
Bobby Gordon - Teclados
Randy Cantor - Teclados
Joe Franco - Bateria
Frankie LaRocka - Percussão


By Weschap Coverdale

10 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?91fahucb9cf4h09

Eduardo Paiva disse...

Baixando para conhecer!
Valeu Combe e Weschap Coverdale!

Anônimo disse...

Este álbum é espetacular, tá nas minhas playlists há alguns anos. É incrível como há hard excelente desconhecido ou quase no período de 1990 a 1995, quando nos EUA só se ouvia Grunge. Mickey Rourke tinha razão, daí veio aquele Kurt Cobain e estragou tudo. Minha opinião é diferente, Kurt Cobain deveria ter se suicidado antes de formar o Nirvana.

jantchc disse...

kelly kelling cantou no blue murder??

ele chegou a gravar alguma coisa??

ja cheguei a ouvir um demo do ray gillen no blue murder, mas foi a unica demo sem o sykes cantando q eu ja vi..

Lee Rockett disse...

Tenho esse play do Baton Rouge no meu pc faz uns 6 anos, na real, eu escuto ele até hoje, e o play inteiro é muito bom de se ouvir. Grande Post cara, continue assim, amo esse blog.

Weschap Coverdale disse...

Não Jantchc, ele não gravou, apenas participou de uma turnê, durante 1992-1993 e fez backing vocals no "Nothing But Trouble". Mas originalmente ele que tinha gravado todas as faixas do disco, mas de última hora, Sykes regravou todos os vocais. :-(

Weschap Coverdale disse...

Apesar que ele que faz o vocal de “I´m On Fire” no disco.

dnlz disse...

Pepitaça!!! Valeu por desenterrar essa banda que é do caralho!!
O grunge foi assim um entulho que soterrou um monte de talentos , o que veio de bom desse entulho é quase nada , a maioria das bandas eram tão descartaveis que nem se fala mais. E infelizmente bandas que mandavam muito bem acabaram sendo sacrificadas , pois é assim é a vida ...

Ito disse...

Mediafire Rulz!!!!!!! Vlw.

Victor Klinger disse...

Baixando pra conhecer... pelo vídeo postado, tem uma pegada foda. Vlw.