Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Pretty Maids – Screamin’ Live [1995]


Apesar de nunca ter alcançado o status de banda gigante, os dinamarqueses do Pretty Maids sempre estiveram aí, lançando álbuns de qualidade indiscutível. E se não foram tão populares quanto outras atrações do gênero, sempre contaram com uma base fiel de fãs, especialmente no Japão, naquilo que conhecemos popularmente como “efeito Mr. Big”. Seu Heavy com influências latentes de Hard – ou o contrário, nunca soubemos exatamente – consegue ser atraente para um número variado de pessoas. As novas gerações acabaram conhecendo o grupo muito pela influência declarada de bandas como o Blind Guardian, cujo vocalista, Hansi Kürsch, é praticamente um “filho vocal” de Ronnie Atkins.

Aliás, é o cantor que aparece na capa desse álbum, junto do guitarrista Ken Hammer, únicos membros originais, há trinta anos carregando a bandeira. Gravado em Copenhagen, Screamin’ Live é o primeiro ao vivo da história do conjunto. Com a galera cantando junto a plenos pulmões, a banda executa um desfile de clássicos, mesclados a faixas do então novo trabalho, Scream. Nesse play, o grupo surpreendia, com uma sonoridade bem mais pesada que os antecessores recentes, característica marcante em belos sons, como a faixa-título, “Rise” e “Psycho-Time-Bomb-Planet-Earth”, que abre a apresentação já dando uma dica do que viria pela frente.



Mas o bicho pega para valer nos bons e velhos clássicos, como “Rock The House”, a climática “Yellow Rain” e a sequência final, com os hinos “Lovegames”, “Future World”, a pancada certeira de “Back To Back” e “Red, Hot and Heavy”, cantada por toda a platéia. Os baladeiros de plantão acendem isqueiros na espetacular “Savage Heart” e na versão para “Please Don’t Leave Me”, composição de John Syles e Phil Lynott. Durante todo o repertório, os músicos mostram total desenvoltura e entrosamento, sem perder a espontaniedade e a capacidade de criar melodias indefectíveis.

Passados dezesseis anos, o Pretty Maids segue na ativa. E o melhor, ainda lançando discos de altíssima qualidade, como o mais recente, Pandemonium, um dos melhores de 2010. Não à toa, é considerada por muita gente (incluindo este que vos escreve) uma das bandas mais injustiçadas de todos os tempos. Toda a discografia é indispensável na coleção dos adoradores dos bons sons. Um bom começo está aqui. Download recomendado!

Ronnie Atkins (vocals)
Ken Hammer (guitars)
Kenn Jackson (bass)
Michael Fast (drums)

Special Guest
Dominic Gale (keyboards)

01. Psycho-Time-Bomb-Planet-Earth
02. Rock The House
03. Rise
04. Walk Away
05. Scream
06. Yellow Rain
07. Sin-Decade
08. Savage Heart
09. No Messiah
10. Please Don't Leave Me
11. Lovegames
12. Future World
13. Back To Back
14. Red Hot And Heavy

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

4 comentários:

Anônimo disse...

Pretty Maids – Screamin’ Live [1995]

96 MB
192 kbps

http://www.multiupload.com/FMCOP3QW5R

Anônimo disse...

Vou conhecer agora o som desses caras.

Marcio disse...

Conheci há pouco tempo o Pretty Maids e o som dos caras é muito bom! Ainda não ouvi este álbum, mas já to baixando! Valeu!

jantchc disse...

acho q este disco ja tinha sido postado na combe antes..

pq eu ja ouvi ele e acho q peguei daqui..

disco recomendadissimo..


otimo mesmo..