Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Red Hot Chili Peppers - Californication [1999]


Postagem diferente pra abrir a mente da galera e diferenciar um pouco a "paisagem"! Algum tempo após o lançamento de "One Hot Minute", o guitarrista Dave Navarro anunciou sua saída do Red Hot Chili Peppers. Entre os motivos, incluíram-se a vontade de se dedicar mais ao seu projeto Spread e diferenças musicais, num âmbito geral - apesar da saída amigável. O ocorrido coincidiu com a infelicidade de John Frusciante, guitarrista dos Chili Peppers de 1988 até 1992, ter sido hospitalizado, graças ao abuso de drogas e posterior depressão. O homem havia chegado ao fundo do poço, chegando a vender seus próprios instrumentos para sustentar seu vício, principalmente, em heroína.

Com a ajuda dos próprios companheiros de banda, Frusciante deu a volta por cima e superou seus vícios e suas dificuldades. Limpo e "guitarreado" (graças ao baixista Flea, que lhe deu uma guitarra de presente), voltou para o grupo e gravou o álbum dessa postagem, que superou todas as expectativas e todos os lançamentos anteriores.

Gravado entre dezembro de 1998 e março de 1999 e lançado em junho de 1999, "Californication" contou com a produção do conceituado Rick Rubin, que também cuidou dos dois últimos discos. Musicalmente, o quarteto aliou dois elementos importantíssimos para se fazer um bom álbum: originalidade e acessibilidade. Creio que seja a principal causa de tamanho êxito.

Da esquerda pra direita: Anthony Kiedis, Flea, John Frusciante, Chad Smith

A originalidade é fundamental pois a essência apresentada nos seis lançamentos e nunca apresentada dessa forma por outras bandas continua firme e forte nesse play. A influência "funk" nas composições é latente, principalmente pelo baixo insano de Flea (uim dos melhores do mundo, diga-se de passagem) e pelas quebradas linhas de bateria de Chad Smith. John Frusciante mostra que realmente faz a diferença, com riffs criativos e solos sem malabarismos desnecessários, atestando em diversos momentos sua admiração pelo guitar-hero Jimi Hendrix. Os vocais de Anthony Kiedis, frontman de personalidade, dão o toque final, com seu devido valor na identidade do grupo.

A parte da acessibilidade pode ser representada com números. "Californication" já acumula mais de quinze milhões de cópias vendidas por todo o mundo, sendo cinco milhões destas apenas nos Estados Unidos - onde, na época do lançamento, permaneceu por um bom tempo nas paradas gerais. Pelo resto do mundo, o sucesso se concretizava com o topo nos charts de vários países, além de discos de ouro e platina vindo, inclusive, do Brasil. Os singles rolaram nas rádios e na MTV até enjoar - quem nunca viu o excelente vídeo-clipe da faixa-título?



O mais importante em "Californication" é que, no geral, o conjunto conseguiu ser acessível sem soar "vendido". Manteve os elementos principais da sonoridade e investiu com qualidade em seu potencial de venda. Sobram destaques para as funkeadas "Around The World" e "Purple Stain", para as calmas "Road Trippin" e "Scar Tissue", para o hit-single "Otherside" e para a grudenta "Easily".

01. Around The World
02. Parallel Universe
03. Scar Tissue
04. Otherside
05. Get On Top
06. Californication
07. Easily
08. Porcelain
09. Emit Remmus
10. I Like Dirt
11. This Velvet Glove
12. Savior
13. Purple Stain
14. Right On Time
15. Road Trippin

Anthony Kiedis - vocal
John Frusciante - guitarra, violão, teclados, backing vocals
Michael "Flea" Balzary - baixo, trompete
Chad Smith - bateria, percussão

Músicos adicionais:
Greg Kurstin - teclados
Patrick Warren - órgão em 15


(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver

18 comentários:

Anônimo disse...

Californication [1999]

Link:
http://bit.ly/e3BUAa

Dragztripztar disse...

Gostava de alguns clipes do Red Hot quando eu era guri, dentre eles, o de Californication, mas nunca me interessei muito em escutar algum disco deles completo.

Vamo ver agora...

Weschap Coverdale disse...

Não é muito minha cara, mas Otherside é sensacional. Escutei muito quando era mais novo.

Silver disse...

Pelo que conheço de você Drag, deveria apostar mais no "One Hot Minute". Mas acho que irá gostar dos dois.

Anônimo disse...

Foi modinha no inicio da decada... todo mundo gostava, menos eu. Sei la,acho que falta alguma coisa... quando vc acha q vai empolgar, o disco não vai..

Jp disse...

Esse é um daqueles discos que não tem como não conhecer cada música, hahaha. Grande post Silver!

A carreira solo do Frusciante também é altamente recomendada.

Anônimo disse...

Desculpem os que gostam, mas o RHCP, na minha opinião, com exceção do início da carreira deles, sempre foi muito chato e esse definitivamente um dos piores álbuns da banda. Postem o "the uplift mofo party plan" ou o "mother's milk" e vcs vão entender o que eu digo, pois depois desses dois plays eles descambaram. Abçs

AlBassPlayer
Curitiba

Dr.Hyde disse...

Com toda certeza é uma história de superação, de todos os vícios em drogas a heroína ( não devia ter esse nome ) é a que causa mais dependência, chegando ao ponto do organismo "entender" que a substância é tão necessária quanto o oxigênio, somente o amor pela vida, amizade e o própio senso crítico é que são capazes de resgatar pessoas com esses problemas...
Já conhecia o álbum mas não o possuia em .mp3
Graças a este superblog agora isto é possível

thanks a lot

Jonathan Pedroza disse...

Belo post! Baixando...

jantchc disse...

minha opinião é bem diferente..

acho q eles aliviaram no peso das musicas deste disco pra vender mesmo..

gostava muito dos caras até este cd, q eu não suporto..

kadin ;] disse...

Cd indispensavel na prateleira de qualquer passageiro da combe!

Andarilho disse...

Excelente post pra um excelente álbum. Eu, particularmente, sou grande fã dos Red Hot e acho o Californication um dos grandes pontos altos da carreira deles. Apesar de ter saído muito nas FMs o disco é valioso também por canções lado B como Savior, Get on Top e Emmit Remus que trazem o espírito moleque de sempre do RHCP numa produção impecável. Muito bom, parabéns e abraços.

BraBus! disse...

me faz lembrar meus 13 14 anos! os amigos na escola as namoradinhas as zueiras e todo tipo de merda e agente faz kuando esta na escola ^^ òtimo post \o

Anônimo disse...

Galilleu

Só não baixo esse disco porque o Chili Peppers não é uma banda que ouço com muita frequencia, mas dos meus 13 aos 15 anos não sei se ouvi outra coisa. :P Brincadeira... mas isso era uma coisa nova pra mim, tava (e ainda sou) acustumado com Hendrix, Dylan e Queen do meu pai. Mesmo assim foram incontaveis as vezes que ouvi o Californication. Aqui só tem post FODA (tirando esse do Roberto Carlos que foi postado justo hoje... BRINCADEIRA DE NOVO). ABRAÇOS!

Érico disse...

Excelente álbum, clássico já, pena que foi tocado à exaustão pelas FMs da vida, o que fez a galera dar uma "enjoada".

Gabriel disse...

Como foi dito no final do post, o Red Hot consegue ser acessível mas nunca vendido. Californication música marcou minha infância, hahaha.

Joao Vitor disse...

Grande post! um album q marcou época. Impossivel alguem nao se lembrar de Otherside, Scar Tissue ou Californication tocando sem parar nas rádios e na MTV (quando ainda tinha alguma coisa boa) ! Muito bom, baixando!

†claudio† disse...

curto muito red hot, concerteza é um album que não pode faltar na minha biblioteca